Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do papel das variantes de splicing dos genes TRIM37, BRRN1 e MK-STYX na gênese e progressão do câncer de mama

Processo: 09/02457-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2009
Vigência (Término): 30 de abril de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Dirce Maria Carraro
Beneficiário:Tatiana Iervolino Ricca
Instituição-sede: Hospital A C Camargo. Fundação Antonio Prudente (FAP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/57887-9 - Instituto Nacional de Oncogenômica, AP.TEM
Assunto(s):Neoplasias mamárias   Transformação celular neoplásica   Oncologia   Progressão tumoral

Resumo

O câncer mamário é uma doença de progressão variável, sendo sua classificação histológica baseada no grau, estadio e tipo de tumor. Dentre os tipos histológicos de neoplasia de mama, o carcinoma ductal é o mais prevalente. Este tipo de tumor é bastante heterogêneo, podendo progredir rapidamente ou não apresentar evolução durante um longo período da doença. Atualmente, um dos maiores desafios na pesquisa molecular nessa área é identificar genes que possam predizer o risco de progressão, e também que sirvam como marcadores de prognóstico. Apesar dos avanços nas pesquisas e enormes esforços para melhorar o tratamento dessas pacientes muito se tem a identificar na caracterização molecular do desenvolvimento e progressão do tumor de mama de modo a permitir ferramentas moleculares mais eficazes e individualizadas tanto para prognóstico, como para tratamentos. Análises recentes têm mostrado a ocorrência de splicing alternativo do mRNA em pelo menos 60% dos genes humanos, sendo que 80% desses eventos ocorrem dentro da região codificadora, aumentando a diversidade proteômica. Inúmeros trabalhos têm identificado formas de splicing alternativo associadas a câncer de mama que podem afetar a função de proteínas. No entanto, a simples identificação da diferença do padrão de splicing em genes envolvidos nesses processos não garante que essa diferença tenha um papel fundamental no tumor, e que apresentem, portanto potencial de marcador molecular, especialmente de alvo terapêutico. Com o objetivo de estudar e identificar variantes de splicing com potencial de marcadores moleculares em câncer de mama, três genes canditatos, TRIM37, MK-STYX e BRRN1, que apresentaram a expressão de exons associados a este tumor foram identificados em estudo prévio do laboratório. Contudo, estudos funcionais são importantes para a avaliação real da contribuição dessas isoformas no desenvolvimento desta patologia. Assim, nesse estudo pretendemos analisar a expressão das respectivas isoformas protéicas supostamente codificadas pelas 3 variantes de splicing e testar seu potencial como marcador de prognóstico. Além disso, o papel biológico das variantes será estudado pelo silenciamento e superexpressão daquelas que se apresentarem diferencialmente expressas nos tumores. Portanto, o estudo funcional das variantes proposto no presente projeto, contribuirá para uma melhor compreensão das variantes de splicing no contexto da gênese e/ou da progressão do câncer de mama.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SENS-ABUAZAR, CAROLINA; NAPOLITANO E FERREIRA, ELISA; BUENO TOLEDO OSORIO, CYNTHIA APARECIDA; VICTORINO KREPISCHI, ANA CRISTINA; RICCA, TATIANA IERVOLINO; CASTRO, NADIA PEREIRA; DA CUNHA, ISABELA WERNECK; MACIEL, MARIA DO SOCORRO; ROSENBERG, CARLA; BRENTANI, MARIA MITZI; SOARES, FERNANDO AUGUSTO; ROCHA, RAFAEL MALAGOLI; CARRARO, DIRCE MARIA. Down-regulation of ANAPC13 and CLTCL1: Early Events in the Progression of Preinvasive Ductal Carcinoma of the Breast. TRANSLATIONAL ONCOLOGY, v. 5, n. 2, p. 113-U105, APR 2012. Citações Web of Science: 7.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.