Busca avançada
Ano de início
Entree

Adaptação da bateria neuropsicológica luria-nebraska em crianças de 11 anos a 11 anos e 11 meses para avaliação dos distúrbios de leitura e escrita

Processo: 06/06370-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2007
Vigência (Término): 31 de outubro de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Patricia Abreu Pinheiro Crenitte
Beneficiário:Ligia Yuriko Namiki
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Linguagem escrita   Avaliação   Aprendizagem   Escrita   Leitura

Resumo

A incidência de crianças que chegam ao consultório denominadas “disléxicas” é grande. Muitas vezes, erroneamente nomeadas por não ter um diagnóstico preciso, ou seja, distúrbio de aprendizagem, dificuldades escolares ou distúrbio específico de leitura. Partindo deste pressuposto, optamos por adaptar parte da escala da Bateria Neuropsicológica Luria- Nebraska, com intuito de auxiliar o fonoaudiólogo no diagnóstico diferencial de tais dificuldades. Este estudo será realizado com 100 crianças de escolas públicas e privadas, faixa etária de 11 anos a 11 anos e 11 meses, ambos os sexos, sem alterações sensoriais, motoras, cognitivas ou lingüísticas e sem apresentação de fracasso escolar no histórico. Os instrumentos utilizados na primeira etapa serão: avaliação fonológica (YAVAS, HEMANDORENA E LAMPRECHT, 1991); prova de leitura em voz alta (CAPOVILLA E CAPOVILLA, 2000); prova de escrita sob ditado (CAPOVILLA E CAPOVILLA, 2000) e numa segunda etapa a Bateria Neuropsicológica de Luria-Nebraska – Revisada para Crianças (LNNB-C) avaliando: linguagem receptiva, escrita, leitura, processos mnemônicos, linguagem expressiva, destreza aritmética e funções visuais. A análise do rendimento nesta LNNB-C será de ordem qualitativa e quantitativa. Ambas as análises permitirão a conversão da pontuação bruta (Raw score) em pontuação padrão (T score), tornando o instrumento válido para a identificação de alterações, possibilitando a comparação entre pontuação bruta obtida em posteriores aplicações com os dados de desempenho encontrados em uma população normal. Portanto, concluímos que a LNNB-C poderá ser válido para auxiliar no diagnóstico das dificuldades de aprendizagem.