Busca avançada
Ano de início
Entree

Melodia, ritmo, poética: manuscritos musicais deixados por Mário de Andrade

Processo: 07/59674-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2009
Vigência (Término): 31 de março de 2011
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Música
Pesquisador responsável:Flávia Camargo Toni
Beneficiário:Mauricio de Carvalho Teixeira
Instituição-sede: Instituto de Estudos Brasileiros (IEB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/54705-1 - Estudo do processo de criação de Mário de Andrade nos manuscritos de seu arquivo, em sua correspondência, em sua marginália e em suas leituras, AP.TEM
Assunto(s):Poesia   Canção   Composição musical   Manuscritos   Mário de Andrade

Resumo

Existe uma grande quantidade de escritos sobre música de Mário de Andrade ainda pouco conhecidos e explorados. Trata-se de um estudo instigante sobre a música cantada no Brasil, embora esteja Incompleto e fragmentado. O assunto do manuscrito é o processo criador da música cantada, tema fundamental para a compreensão do autor em questão e da composição musical brasileira. Mário de Andrade estuda os aspectos da canção - melodia, ritmo e poesia a partir de elementos poético-musicais de composição - por exemplo: divisão de compasso, escalas, versificação - assim, sua analise consegue realizar um estudo sobretudo técnico, sem juízos de gosto ou devagações biográficas. Os manuscritos musicais deixados pelo autor se relacionam ao grande estudo intitulado Na Pancada do Ganzá, obra que nunca se configurou de modo definitivo. Os manuscritos em questão estão no Arquivo do Instituto de Estudos Brasileiros da USP sobretudo em três grupos de documentos: Melodia: nota de pesquisa; Ritmo; Poética popular (caixas números 65,105 e 96). Durante minha pesquisa de Doutorado esses manuscritos foram usados como principal fonte primária, na medida em que serviam à hipótese central daquele trabalho. O término da tese evidenciou a urgência de uma pesquisa mais ampla, contemplando um entendimento global desse texto: sua gênese na pesquisa de campo, nas leituras e nos debates do período, sua natureza e sua inserção no conjunto dos estudos de Mário de Andrade. (AU)