Busca avançada
Ano de início
Entree

As relações entre imagem e política a partir da análise do programa artístico das irmandades de clérigos seculares em Portugal e na América Portuguesa no Século XVIII

Processo: 06/60604-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2007
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2009
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Fundamentos e Crítica das Artes
Pesquisador responsável:Luciano Migliaccio
Beneficiário:André Luiz Tavares Pereira
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Arte portuguesa   Irmandades   História do Século XVIII   Barroco

Resumo

O projeto que ora apresentamos tem como objetivo a identificação e a análise formal e iconográfica das diversas obras de arte e arquitetura encomendadas por membros do clero português setecentista. Procuramos esclarecer o processo de estruturação de um programa iconográfico adequado às necessidades teológico-políticas de certos setores da Igreja, indicando-lhe as possíveis matrizes visuais. Este programa é definido pelo patrocínio a novas obras de arte ou reformas naquelas mais antigas. Através destas intervenções estes atores históricos selecionam e conferem valor de autoridade a imagens que materializam aspectos de sua doutrina. Analisaremos esse processo no ambiente das Irmandades de São Pedro dos Clérigos, agremiações de assistência e convívio para o clero secular, dependentes de modo direto de bispos, arcebispos e do patriarca de Lisboa, dispersas pelo território do Reino e pelo Estado do Brasil. O resultado final deverá ser um texto em que os diversos objetos artísticos selecionados para análise, encomendados por membros do clero secular, cabidos metropolitanos, bispos e arcebispos sejam compreendidos um plano coeso e possível modelo - ordem reprodutível, porém adaptável a determinantes locais - no período imediatamente posterior à criação do Patriarcado de Lisboa, em 1716. Este trabalho aprofunda alguns dos temas desenvolvidos pelo pesquisador em sua tese de doutoramento, financiada pela (AU)