Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do treinamento físico sobre o controle neurovascular em pacientes portadores de insuficiência cardíaca crônica, com e sem apneia do sono associada a Respiração de Cheyne-Stokes

Processo: 03/10881-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2004
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia do Esforço
Pesquisador responsável:Carlos Eduardo Negrão
Beneficiário:Linda Massako Ueno Pardi
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Apneia do sono   Treinamento físico   Insuficiência cardíaca

Resumo

A disfunção ventricular esquerda, uma vez estabelecida, independente de sua etiologia, predispõem ao desenvolvimento de distúrbios respiratórios do sono. Na população dos pacientes com insuficiência cardíaca crônica (ICC), além da apnéia obstrutiva, a apnéia central ganha grande importância. A apnéia central do sono, conhecida como Respiração de Cheyne Stokes (RCS) acelera a deterioração da função cardíaca, possivelmente devido ao aumento da atividade nervosa simpática. Epsódios de respirações periódicas, reduzida sensitividade baroreflexa diurna e menor variabilidade da freqüência cardíaca têm sido uma característica encontrada no grupo de pacientes não sobreviventes quando comparados ao grupo de sobreviventes com ICC. Por outro lado, os efeitos do treinamento físico sobre o sistema neurovascular parece reduzir os riscos de progressão da doença através de uma expressiva redução dos níveis de atividade nervosa simpática muscular, melhora do controle neural cardíaco e aumento do fluxo sangüíneo periférico em pacientes com ICC. Contudo, se os efeitos do treinamento físico sobre o controle neurovascular diferem entre os pacientes com RCS comparados aos que não possuem a RCS não tem sido investigado. Nós testaremos os efeitos do treinamento físico em pacientes portadores de ICC com RCS e sem RCS. (AU)

Publicações científicas (5)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ANTUNES-CORREA, LIGIA M.; UENO-PARDI, LINDA M.; TREVIZAN, PATRICIA F.; SANTOS, MARCELO R.; DA SILVA, CARLOS HENRIQUE P.; FRANCO, FABIO G. M.; ALVES, MARIA JANIEIRE N. N.; RONDON, MARIA URBANA P. B.; NEGRAO, CARLOS E. The influence of aetiology on the benefits of exercise training in patients with heart failure. EUROPEAN JOURNAL OF PREVENTIVE CARDIOLOGY, v. 24, n. 4, p. 365-372, MAR 2017. Citações Web of Science: 9.
UENO, LINDA M.; DRAGER, LUCIANO F.; RODRIGUES, ANA C. T.; RONDON, MARIA U. P. B.; MATHIAS, JR., WILSON; KRIEGER, EDUARDO M.; FAZAN JUNIOR, RUBENS; NEGRAO, CARLOS E.; LORENZI-FILHO, GERALDO. Day-night pattern of autonomic nervous system modulation in patients with heart failure with and without sleep apnea. INTERNATIONAL JOURNAL OF CARDIOLOGY, v. 148, n. 1, p. 53-58, APR 2011. Citações Web of Science: 12.
CASTRO‚ RRT; ANTUNES-CORREA‚ LM; UENO‚ LM; RONDON‚ M.; NEGRAO‚ CE; NÓBREGA‚ ACL. Reversal of periodic breathing after aerobic training in heart failure. European Respiratory Journal, v. 35, n. 6, p. 1409-1411, 2010.
CASTRO‚ RRT; ANTUNES-CORREA‚ LM; UENO‚ LM; RONDON‚ M.; NEGRÃO‚ CE; NOBREGA‚ ACL. Ventilation variability inversely correlates to ejection fraction in heart failure. European Respiratory Journal, v. 36, n. 6, p. 1482-1483, 2010.
UENO, LINDA M.; DRAGER, LUCIANO F.; RODRIGUES, ANA C. T.; RONDON, MARIA U. P. B.; BRAGA, ANA M. F. W.; MATHIAS, JR., WILSON; KRIEGER, EDUARDO M.; BARRETTO, ANTONIO C. P.; MIDDLEKAUFF, HOLLY R.; LORENZI-FILHO, GERALDO; NEGRAO, CARLOS E. Effects of Exercise Training in Patients with Chronic Heart Failure and Sleep Apnea. Sleep, v. 32, n. 5, p. 637-647, MAY 1 2009. Citações Web of Science: 81.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.