Busca avançada
Ano de início
Entree

Cuidado gerontologico relacionado aos fatores ambientais.

Processo: 07/57120-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2007
Vigência (Término): 30 de novembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem de Saúde Pública
Pesquisador responsável:Ana Cristina Mancussi e Faro
Beneficiário:Tatiana Zanotti Novais
Instituição-sede: Escola de Enfermagem (EE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Acessibilidade   Cuidadores

Resumo

O envelhecimento no Brasil associado ao aumento da expectativa de vida evoluem de forma acelerada, mas em contrapartida, os ajustes necessários para um aproveitamento pleno desta nova fase da vida são lentos, trazendo novas preocupações, vários problemas de saúde e limitações físicas, pois as pessoas não se adaptam às restrições da velhice. Os idosos são expostos a muitos riscos, decorrentes do ambiente em que vivem, associados a modificações fisiológicas sofridas com o aumento da idade como diminuição da acuidade visual, aumento da atrofia muscular e alterações na marcha. Um desses riscos, com importante significância para os idosos, são as quedas uma vez que caracterizam importantes fatores de alterações fisiológicas, sociais e psicológicas resultando na diminuição da auto-estima e aumento da dependência de vida, sensação de incapacidade e medo de cair novamente. O que pode ser um acidente de menor importância para um indivíduo jovem, representa para este grupo uma situação delicada, podendo trazer seqüelas, perda da autonomia e levar ao óbito, já que sua recuperação toma-se mais lenta. Tendo em vista que a maioria dos acidentes ocorram em ambiente domiciliar ou em locais mais freqüentados pelos idosos e em virtude dos inúmeros obstáculos que representam, riscos para a locomoção destes, incluindo degraus gastos, pisos encerados, tapetes soltos, mobiliário disposto inadequadamente, escadas sem corrimão, entre outros, o presente estudo visa desenvolver um planejamento físico seguro, com medidas preventivas, para que os idosos mantenham sua acessibilidade de forma a minimizar os riscos impostos pelo ambiente e possibilitar a sua socialização, bem estar e um envelhecimento ativo. (AU)