Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da adrenalectomia sobre a secrecao de prolactina em ratas primiparas e multiparas lactantes.

Processo: 06/50083-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2006
Vigência (Término): 31 de maio de 2007
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Erica Engelberg Cook
Beneficiário:Carolina Dias de Campos Sanches
Instituição-sede: Centro Universitário da Fundação de Ensino Octávio Bastos (UNIFEOB). Fundação de Ensino Octávio Bastos (FEOB). São João da Boa Vista , SP, Brasil
Assunto(s):Lactação   Dopamina   Adrenalectomia   Prolactina   Corticosteroides

Resumo

A adenohipófise produz entre outros hormônios a prolactina, que exerce importante função na reprodução, principalmente sobre as glândulas mamárias e na lactação dos mamíferos. A prolactina é controlada tonicamente pela dopamina túbero-infundibular, porém vários estudos indicam que a secreção de prolactina é alterada peia ação de glicocorticóides. Entretanto a exata contribuição dos corticosteróides no controle da secreção de prolactina é pouco compreendida. Por outro lado, também é conhecido que a experiência reprodutiva pode modificara secreção de prolatina pela adenohipófise. Em ratas nulíparas não lactantes adrenalectomizadas ocorre um aumento dos níveis plasmáticos de prolactina que poderiam são parcialmente revertidos pela administração de glicocorticóides exógenos como, por exemplo, a dexametasona. Assim, o presente trabalho tem como objetivo estudar as relações hormonais do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal, em particular, a relação de glicocorticóides sobre a secreção de prolactina em função da experiência reprodutiva em fêmeas durante a lactação, uma vez que a mesma pode modificar tais relações observadas anteriormente em fêmeas não lactantes. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: