Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da adrenalectomia sobre a secrecao de prolactina em ratas nuliparas e primiparas.

Processo: 03/01887-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2003
Vigência (Término): 31 de julho de 2004
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Erica Engelberg Cook
Beneficiário:João Carlos Bochini
Instituição-sede: Centro Universitário da Fundação de Ensino Octávio Bastos (UNIFEOB). Fundação de Ensino Octávio Bastos (FEOB). São João da Boa Vista , SP, Brasil
Assunto(s):Dopamina   Adrenalectomia   Prolactina   Corticosteroides

Resumo

A adenohipófise produz entre outros hormônios a prolactina, que exerce importante função na reprodução, principalmente sobre as glândulas mamárias e na lactação dos mamíferos. A prolactina é controlada tonicamente pela dopamina túbero-infundíbular. Estudos indicam que a secreção de prolactina é alterada pela ação de corticosteróides. Entretanto a exata contribuição dos corticosteróides no controle da secreção de prolactina e pouco compreendida. Em um animal adrenalectomizado ocorre um aumento dos níveis plasmáticos de prolactina que poderiam ser revertidos pela administração de glicocorticóides exógenos como, por exemplo, a dexametasona. Por outro lado, é fato conhecido que a secreção da prolactina pode ser modificada em fêmeas após uma experiência reprodutiva. Assim, ó presente trabalho tem como objetivo estudar as relações hormonais do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal, em particular, a relação de glicocorticóides sobre a secreção de prolactina em fêmeas em função da experiência reprodutiva. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: