Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliacao da atividade da arginase ii em soro de pacientes com cancer de tireoide (arginase ii: um biomarcador para cancer de tireoide).

Processo: 06/58262-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2006
Vigência (Término): 30 de novembro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Janete Maria Cerutti
Beneficiário:Maria Sharmila Alina de Sousa
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:05/60330-8 - Marcadores moleculares no diagnóstico e prognóstico de pacientes com tumores da tiroide humana: transição da pesquisa básica para a clínica, AP.TEM
Assunto(s):Neoplasias da glândula tireoide   Biomarcadores

Resumo

Os nódulos tireoidianos são clinicamente identificados em aproximadamente 4% da população, sendo o método diagnóstico de escolha na maior parte dos serviços a punção aspirativa por agulha fina (PAAF). Um dos problemas, entretanto, é o diagnóstico diferencial dos adenomas foliculares e dos carcinomas foliculares cuja citologia é semelhante e os critérios histológicos de malignidade, invasão de cápsula e/ou de vasos sanguíneos, não são observáveis no material obtido da PAAF. Desta forma, na maior parte das vezes, os pacientes são submetidos a tiroidectomia total ou parcial e o diagnóstico é realizado na biópsia cirúrgica. Utilizando a técnica de SAGE e validação por PCR em tempo real e imunohistoquímica, verificamos que o gene ARGII (Arginase II) tem sua expressão aumentada em carcinoma folicular da tireóide (FTC), mas não se encontra expresso em tireóide normal e adenoma folicular da tireóide (FTA). Recentemente, demonstramos que a ARGII encontra-se expresso em carcinomas papilífero, mas não se encontra expresso em hiperplasias benignas da tireóide. Estes achados sugerem que o aumento da expressão do gene ARGII pode estar associado à patogênese dos carcinomas da tireóide e que, associado a outros marcadores, pode auxiliar no diagnóstico diferencial das formas benignas e malignas dos tumores foliculares da tireóide. Sendo assim, este trabalho tem como objetivos verificar se a atividade da ARGII, dosada no soro dos pacientes, pode auxiliar em tal diagnóstico. (AU)