Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel da il-7 na proliferacao de linfocitos t cd4+ independente de il-2 durante a ativacao policlonal induzida pelo plasmodium chabaudi

Processo: 08/54313-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2008
Vigência (Término): 31 de julho de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Maria Regina D'Império Lima
Beneficiário:Cláudia Augusta Zago
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Plasmodium chabaudi   Linfócitos T CD4-positivos   Malária

Resumo

Inúmeras evidências mostram que a ativação policlonal dos linfócitos (PLA) é uma propriedade geral do sistema imune, ocorrendo em condições fisiológicas, na ausência de estimulação exógena. No caso da malária humana e murina, a PLA é bastante intensa e a sua transição para a resposta imune adquirida pode ser avaliada no modelo experimental de malária causada pelo P. chabaudi. Os nossos resultados anteriores indicam que a resposta proliferativa precoce in vitro de linfócitos T CD4+ estimulados com eritrócitos parasitados (EP) é independente de IL-2, enquanto a proliferação destas células a partir do dia 20 de infecção passa a ser totalmente inibida na presença de anticorpos anti-IL-2. Além disso, a neutralização da IL-2 em camundongos não infectados reduz o número de linfócitos Treg e permite que os linfócitos T CD4+ respondam intensamente a eritrócitos parasitados, ainda que estas células não tenham tido um contato prévio com os parasitas. Estes resultados reforçam a idéia que outras citosinas proliferativas participem da ativação policlonal. De fato resultados anteriores indicam que a IL-7 participa da resposta proliferativa dos linfócitos T CD4+ durante a fase inicial da infecção pelo P. chabaudi, uma vez que ensaios in vitro mostraram que esta se encontrava de 3-4 vezes aumentada na presença de rlL-7 Estes dados sugerem que a IL-7 é uma forte candidata a sustentar a proliferação das células CD4+, na ausência de IL-2, durante a fase inicial da infecção pelo P. chabaudi. Baseado nestas evidências, o objetivo geral deste projeto será avaliar a participação da IL-7 na proliferação de células CD4+ independente de IL-2 não só na indução da ativação policlonal como também no restabelecimento da homeostase do sistema imune durante a infecção pelo P. chabaudi. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)