Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do consumo do café (com e sem cafeína) ou da cafeína sobre a hepatotoxicidade induzida pela tiocetamida em Ratos Wistar machos

Processo: 09/50890-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2009
Vigência (Término): 30 de junho de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Luís Fernando Barbisan
Beneficiário:Monize Gonçalves Do Prado
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Cafeína   Prevenção   Café

Resumo

Estudos epidemiológicos apontam para o papel preventivo do café na melhora da função hepática, da evolução da cirrose e sobre o risco do desenvolvimento do HCC. Desta forma, neste estudo será avaliada a ação preventiva do tratamento com o café (com ou sem cafeína) ou da cafeína sobre a hepatotoxiddade induzida pela tioacetamida (TAA) em ratos Wistar machos. Ratos Wistar, com oito semanas de idade, foram distribuídos em cinco grupos experimentais com 12 animais cada. Os animais do grupo 1 receberão apenas duas injeções semanais intraperitoneais (i.p.) de NaCI 0,9% (veículo de diluição da TAA) durante oito semanas. Os animais dos grupos 2,3 4 e 5 receberão duas injeções semanais de 200 mg/kg de peso corpóreo i.p. de TAA durante oito semanas. Os animais dos grupos G1 e G2 receberão água e ração basal durante todo o período experimental. Os animais dos grupos G3, G4 e G5 receberão ad libitum café tradicional, café descafeinado e cafeína a 0,1%, respectivamente, e ração basal durante as oito semanas do experimento. Todos os animais serão sacrificados ao final da oitava semana do experimento e o sangue e fígado de cada animal serão coletados. No soro serão analisados os níveis de ALT e GGT. As amostras de figado serão processadas para análise histológica (H&E), citoquímica (picrossirius e reticulina) e imunoistoquímica (PCNA, caspase-3, ?-actina, TGF-?1, TNF-?), análise molecular (metaloproteinases de matriz 2 e 9) e para análise em HPLC (glutationa total e reduzida e malonildialdeido). Como no Brasil o consumo de café é elevado, ao final deste estudo poderemos obter dados que possam ser indicativos da possível influência do consumo de café com ou sem cafeína sobre o possível papel preventivo na evolução da hepatoxicidade por químicos como a TAA. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FURTADO, KELLY S.; POLLETINI, JOSSIMARA; DIAS, MARCOS C.; RODRIGUES, MARIA A. M.; BARBISAN, LUIS F. Prevention of rat liver fibrosis and carcinogenesis by coffee and caffeine. Food and Chemical Toxicology, v. 64, p. 20-26, FEB 2014. Citações Web of Science: 17.
FURTADO, KELLY S.; PRADO, MONIZE G.; AGUIAR E SILVA, MARCO A.; DIAS, MARCOS C.; RIVELLI, DIOGO P.; RODRIGUES, MARIA A. M.; BARBISAN, LUIS F. Coffee and Caffeine Protect against Liver Injury Induced by Thioacetamide in Male Wistar Rats. BASIC & CLINICAL PHARMACOLOGY & TOXICOLOGY, v. 111, n. 5, p. 339-347, NOV 2012. Citações Web of Science: 33.
FRAGOSO, MARIANA F.; PRADO, MONIZE G.; BARBOSA, LUCIANO; ROCHA, NOEME S.; BARBISAN, LUIS F. Inhibition of Mouse Urinary Bladder Carcinogenesis by A double dagger ai Fruit (Euterpe oleraceae Martius) Intake. PLANT FOODS FOR HUMAN NUTRITION, v. 67, n. 3, p. 235-241, SEP 2012. Citações Web of Science: 19.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.