Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da heme oxigenase-1 no pré-condicionamento induzido por gentamicina em células tubulares renais proximais

Processo: 09/14511-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2009
Vigência (Término): 30 de novembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Nestor Schor
Beneficiário:Fernanda Duarte da Silva
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Nefrologia   Lesão renal aguda   Gentamicinas   Óxido nítrico

Resumo

A insuficiência renal aguda (IRA) é definida como perda da função renal, de maneira súbita, independentemente da etiologia ou mecanismo, provocando acúmulo de substâncias como uréia (U) e creatinina (Cr), acompanhada ou não da diminuição do volume urinário. Dentre as várias etiologias que levam a IRA, destacamos o choque séptico, hipovolemia, agentes de contraste, insuficiência cardíaca e uso de antibióticos como a gentamicina (G). A G é livremente filtrada pelo glomérulo, sem sofrer metabolização. Cerca de 10% de sua dose intravenosa se acumula no córtex renal alcançando uma concentração muito superior a do plasma. Ao se acumular, causa mudanças estruturais e funcionais em lisossomos, mitocôndrias e na membrana plasmática levando a morte celular e, conseqüentemente, a insuficiência renal aguda nefrotóxica.Posteriormente a lesão, as células submetidas ao dano desenvolvem mecanismos de defesa citados como "genes protetores" que podem se expressar de forma a preservar a estrutura e função celular. Um destes genes codifica a HO-1 também conhecida como HSP32.O pré-condicionamento refere-se à situação em que um órgão ou célula submetida a uma agressão isquêmica ou tóxica adquire resistência ou responde menos intensamente quando uma nova ou mesma agressão é repetida.O estudo do papel da HO-1 no pré-condicionamento induzido pela gentamicina é extremamente relevante, pois propiciará o entendimento do mecanismo de lesão renal induzido pela G, bem como os possíveis mecanismos para evitá-la.