Busca avançada
Ano de início
Entree

Sepse: integrando a pesquisa básica e a investigação clínica

Processo: 08/07511-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2008
Vigência (Término): 31 de agosto de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Reinaldo Salomão
Beneficiário:Milena Karina Coló Brunialti
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/58744-1 - Sepse: integrando a pesquisa básica e a investigação clínica, AP.TEM
Assunto(s):Neutrófilos   Citocinas   Monócitos   Resposta inflamatória   Infectologia   Linfócitos T reguladores   Sepse

Resumo

Sepse pode ser definida como a repercussão sistêmica da infecção. Manifestando-se como diferentes estádios clínicos -sepse, sepse grave e choque séptico- de um mesmo processo fisiopatológico é uma emergência associada a elevadas morbidade e mortalidade. Estudos clínicos mostram incidência crescente da sepse e o aspecto dinâmico de sua epidemiologia, quer pela população atingida quer pelo perfil etiológico.Houve enormes progressos na compreensão dos mecanismos fisiopatológicos da sepse nos últimos anos especialmente em relação ao reconhecimento e sinalização celular induzida por produtos bacterianos. Na investigação em sepse é fundamental a interação entre a pesquisa experimental e clínica. Há a necessidade de contínua investigação experimental para desenvolvimento de hipóteses, compreensão de mecanismos e modelos de intervenção, e, de estudos clínicos que façam interface com a pesquisa básica, utilizando casuística adequada, representativa do espectro das manifestações clínicas da sepse, preferencialmente multicêntricos, e que utilizem ferramentas laboratoriais que permitam avaliação mais abrangente da complexa resposta inflamatória na sepse, levando a melhor compreensão de sua fisiopatologia. Estes estudos serão úteis na definição de possíveis alvos terapêuticos e, importante, de populações de pacientes entre os indivíduos sépticos, que possam se beneficiar de novas terapias.Neste contexto, estruturamos nosso projeto temático em três linhas inter-relacionadas de investigação:-Clínica e Epidemiológica: para avaliação de etiologia, incidência, morbidade e mortalidade da sepse em estudo multicêntrico. Geração fundamental de informações, justificada pela dinâmica da epidemiologia da sepse e paucidade de estudos nacionais. Teremos como foco a investigação de fatores prognósticos, próprios do hospedeiro e do agente infeccioso, e relacionados às intervenções terapêuticas. Pacientes deste estudo serão fonte de material biológico para estudo da interface clínica e experimental.-Interface clínica e experimental ("translational research"): avaliaremos os mecanismos de adaptação celular durante a sepse, principalmente relacionados a herança genética, ao reconhecimento bacteriano e sinalização celular. Dados funcionais serão analisados à luz das manifestações clínicas.-estudos experimentais de mecanismos fisiopatológicos na sepse. Em modelos experimentais de translocação bacteriana e sepse experimental, conduziremos estudos sobre o papel do tecido linfóide associado ao intestino (GALT) na ativação imunológica, com foco na caracterização das populações celulares e na presença de mediadores inflamatórios e anti-inflamatórios na linfa mesentérica, e as repercussões na sobrevida/óbito dos animais.A equipe envolvida no projeto (coordenador, pesquisadores principais, pesquisadores, pós-graduandos e alunos), contando com diversos colaboradores de instituições nacionais e do exterior, encontra-se habilitada para conduzir esta investigação, que, de fato, representa de forma integrada, a continuidade de suas linhas de pesquisas já consolidadas. Esperamos contribuir de forma efetiva para gerar informações relevantes do ponto de vista clínico e de fisiopatologia, que podem ser úteis no planejamento de políticas de tratamento da sepse e no desenvolvimento de novas abordagens baseadas nos mecanismos de doenças.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
COLO BRUNIALTI, MILENA KARINA; SANTOS, MICHELLE CAROLINA; RIGATO, OTELO; MACHADO, FLAVIA RIBEIRO; SILVA, ELIEZER; SALOMAO, REINALDO. Increased Percentages of T Helper Cells Producing IL-17 and Monocytes Expressing Markers of Alternative Activation in Patients with Sepsis. PLoS One, v. 7, n. 5, p. e37393, 2012. Citações Web of Science: 12.
SALOMAO, REINALDO; COLO BRUNIALTI, MILENA KARINA; RAPOZO, MARJORIE MARINI; BAGGIO-ZAPPIA, GIOVANA LOTICI; GALANOS, CHRIS; FREUDENBERG, MARINA. BACTERIAL SENSING, CELL SIGNALING, AND MODULATION OF THE IMMUNE RESPONSE DURING SEPSIS. Shock, v. 38, n. 3, p. 227-242, 2012. Citações Web of Science: 111.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.