Busca avançada
Ano de início
Entree

Nostocaceae (Cyanophyceae) planctônicas do estado de São Paulo, com ênfase nos reservatórios da região ao Alto Tietê

Processo: 99/01949-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 1999
Vigência (Término): 31 de dezembro de 1999
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Taxonomia Vegetal
Pesquisador responsável:Célia Leite SantAnna
Beneficiário:Stefania de Toledo
Instituição-sede: Instituto de Botânica. Secretaria do Meio Ambiente (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Distribuição geográfica   Flora   Cylindrospermopsis   Floração   Bacia do Alto Tietê

Resumo

A família Nostocaceae está representada no Brasil por oito gêneros, todos com espécies potencialmente tóxicas frequentemente formadoras de florações. Apesar disso, persistem ainda muitos problemas taxonômicos no grupo e, mesmo o gênero Anabaena, que é o maior e mais amplamente distribuído, apresenta erros de identificação e confusão na separação de suas espécies. Cylindrospemopsis, através da espécie C. raciborskii, tem sido objeto de intensos estudos em todo o mundo em virtude da alta agressividade de suas toxinas, mas no Brasil não há ainda um estudo sistemático sobre este gênero, suas espécies e o avanço de sua distribuição nos reservatórios. Desta forma, nossos objetivos são os seguintes: a) levantamento da flora de Nostocaceae planctônicas; b) conhecimento da variabilidade morfológica das espécies; c) seleção de características realmente distintivas entre gêneros e espécies; d) distribuição geográfica das espécies potencialmente tóxicas; e) contribuição para o banco de cultura de cianofíceas. (AU)