Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de marcadores de DNA Bos indicus específicos para uso em testes de paternidade, certificação de origem genética e registro genealógico em bovinos

Processo: 09/15283-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2009
Vigência (Término): 30 de novembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
Pesquisador responsável:José Fernando Garcia
Beneficiário:Yuri Tani Utsunomiya
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Biotecnologia   Bovinos   Marcador molecular

Resumo

O rebanho bovino brasileiro é o maior do mundo em termos comerciais, constituído predominantemente por raças zebuínas, sendo o país o maior exportador mundial de carne em volume. Assim, esforços para a promoção do melhoramento genético e desenvolvimento de biotecnologias que facilitem esta atividade são justificáveis. A estimação dos parâmetros genéticos populacionais e de mérito genético dos indivíduos por meio de modelo animal depende da correta informação genealógica. Neste contexto, a utilização de marcadores moleculares derivados de ácidos nucléicos tornou fácil a quantificação da variabilidade genética existente entre indivíduos e populações, assim como a realização de testes de paternidade em animais, com notado destaque para a tecnologia de microssatélites STR (do inglês: Short Tandem Repeats), cuja aplicação é regulamentada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Entretanto, apesar de sua consagração pelo uso, os STRs apresentam problemas técnicos inerentes a sua constituição bioquímica (subjetividade da análise, especificidade para taurinos até o momento, dificuldade de automação), o que tem motivado o desenvolvimento de novas alternativas. Nesse sentido, os marcadores do tipo SNP (do inglês: Single-nucleotide-polymorphism) vem conquistando popularidade na comunidade científica internacional, sobretudo após a conclusão do Projeto Genoma Bovino. Porém, a maioria das iniciativas com SNPs tem sido conduzidas no exterior, com gado taurino. Entretanto, a geração de novos marcadores SNP para uso em bovinos zebuínos com fins de testes de paternidade, certificação de origem genética e registro genealógico, se apresenta como necessária para complementar a análise de marcadores STR, estando em linha com as ações do MAPA na fiscalização do melhoramento genético animal brasileiro. Nesse contexto, o presente projeto visa identificar e caracterizar novos marcadores SNP a partir de genomas de indivíduos das principais raças zebuínas existentes no Brasil, além de padronizar as condições para o desenvolvimento de novos testes analíticos nesse campo. (AU)