Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto dos Fatores Climáticos nas Características Epidemiológicas, Clínicas e Microbiológicas das Infecções Relacionadas com Diálise Peritoneal

Processo: 08/00096-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2008
Vigência (Término): 31 de outubro de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Jacqueline do Socorro Costa Teixeira Caramori
Beneficiário:Nubia de Souza e Silva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Nefrologia   Clima   Peritonite   Fatores de risco

Resumo

A diálise peritoneal (DP) é uma alternativa de tratamento para portadores de insuficiência renal crônica e baseia-se na utilização do peritônio como membrana semipermeável. O método promove resultados semelhantes a hemodiálise quanto ao controle de solutos tóxicos e na remoção de líquidos. Porém, apesar do desenvolvimento tecnológico da técnica, as infecções ainda são os principais problemas que podem levar a falência do tratamento ou ainda influenciar na mortalidade dos pacientes. Em nosso meio, pouco se sabe sobre a associação dos fatores climáticos com incidência e a microbiologia das infecções. Objetivo: avaliar a influência dos fatores climáticos na incidência e nas características clínicas e microbiológicas da infecção do orifício de saída (IOSC) e o impacto dessas infecções nas peritonites. Metodologia: serão analisadas retrospectivamente as fichas de IOSC e de peritonites dos pacientes com doença renal crônica em DP acompanhados na Unidade de Diálise no Hospital das Clínicas de Botucatu, quanto a informações epidemiológicas dos pacientes; quanto a IOSC será investigado o quadro clínico inicial e evolutivo da infecção, o tempo de tratamento da infecção, o número de episódios de IOSC por paciente, o tempo livre da primeira infecção; caracterização do perfil microbiológico da IOSC. Dados referentes à incidência, prevalência e etiologia das infecções dos pacientes deverão ser correlacionados com as condições climáticas (temperaturas máxima, mínima e média; índices pluviométricos médios; umidade relativa do ar; pressão atmosférica média e outros de relevância), fornecidas pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) – Distrito Meteorológico de São Paulo.Materiais e Métodos: Análise dos dados das fichas de controle de infecções e prontuários dos pacientes tratados na Unidade de Diálise do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu, que posteriormente serão correlacionados com as informações fornecidas pelo INMET.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)