Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da sinterização rápida de pós nanométricos de zircônia-magnésia

Processo: 08/00095-3
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2008
Vigência (Término): 31 de julho de 2009
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Douglas Gouvêa
Beneficiário:Joice Miagava
Instituição Sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Materiais cerâmicos   Sinterização   Zircônia parcialmente estabilizada com óxido de magnésio   Pós nanométricos   Cinética
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:fast firing | Magnésia | modelos de sinterização | pós nanométricos | zirconia | Materiais Cerâmicos

Resumo

Os estudos da sinterização de sistemas à base de zircônia são fundamentais para a obtenção de condutores iônicos de alta eficiência. A possibilidade da produção desses materiais por sinterização rápida - "fast firing" - é muito interessante, pois no caso de utilização de pós nanométricos, toda a energia livre acumulada no material pode ser utilizada completamente para o processo de eliminação da porosidade em tempos muito menores que a de processos convencionais. O processo também possibilita a fabricação de materiais com microestrutura refinada e controlada. Os modelos de sinterização para explicar os fenômenos de transporte de massa e de eliminação de superfície e porosidade em processos rápidos nem sempre são suficientes quando se leva em conta apenas os processos cinéticos envolvidos. Este trabalho tem como meta a utilização dos modelos de sinterização propostos pelo nosso grupo de pesquisa para explicar os fenômenos observados durante a sinterização rápida, como densificação e crescimento de grãos. O material escolhido foi a Zircônia-Magnésia nanométrica obtida pelo processo Pechini devido à extensa experiência do grupo na fabricação desse material e também por ser um material de interesse para o projeto temático em andamento. A verificação dos modelos de sinterização será feita através do estudo cinético por medidas sistemáticas de tamanho de grãos e densidade para durante tratamentos isotérmicos. Haverá também a tentativa de se distinguir os grãos do material pela utilização de difração de elétrons retroespalhados que permitem a distinção das orientações cristalográficas dos grãos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)