Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização molecular da hemorragia induzida pela metaloproteinase HF3: análise das interações com componentes da matriz extracelular, e da regeneração tecidual pós-hemorragia

Processo: 10/00206-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2010
Vigência (Término): 30 de abril de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Solange Maria de Toledo Serrano
Beneficiário:Amanda Francine Asega
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:98/14307-9 - Center for Applied Toxinology, AP.CEPID
Assunto(s):Proteínas recombinantes   Proteômica

Resumo

HF3 (Hemorrhagic Factor 3) é uma metaloproteinase de veneno de serpente (SVMP, na sigla em inglês) da classe P-III, altamente hemorrágica, isolada do veneno da Bothrops jararaca. As SVMPs da classe P-III são proteínas de estrutura modular que contêm, além de um domínio catalítico, dois domínios regulatórios (tipo-disintegrina e rico em cisteínas) envolvidos em mecanismos de interação com alvos celulares e plasmáticos. Trabalhos anteriores sobre a ação de SVMPs revelaram que o domínio rico em cisteínas das metaloproteinases da classe P-III pode funcionar como um sítio de interação dessas proteinases com seus alvos celulares e plasmáticos. Além disso, um extenso estudo sobre a ação do HF3 sobre proteínas do plasma e da matriz extracelular revelou que o HF3 é capaz de degradar in vitro fibronectina, vitronectina, fibrinogênio, fator de von Willebrand, laminina, colágenos IV e VI e Matrigel", além de interagir com fibrinogênio, fibronectina, laminina, colágenos I e VI, em ensaios de ligação em fase-sólida. A análise do efeito in vivo do HF3 nativo em proteínas da derme de camundongos, por abordagens proteômicas, revelou uma diminuição da intensidade de spots contendo proteínas do citoesqueleto e proteínas da matriz extracelular, fato que pode ser atribuído à degradação pela ação do HF3 in vivo. O presente trabalho tem como objetivo aprofundar a caracterização molecular da hemorragia induzida pelo HF3 e da regeneração tecidual pós-hemorragia. Para isso, serão avaliados: i) a atividade proteolítica do HF3 sobre proteoglicanos da matriz extracelular in vitro e também utilizando análise imunohistoquímica da derme de camundongos; ii) o efeito do HF3 na derme de camundongos do início da hemorragia até a regeneração do tecido utilizando técnicas proteômicas, como eletroforese bidimensional diferencial (2D-DIGE) e espectrometria de massas; iii) a interação do HF3 com componentes da matriz extracelular, incluindo proteoglicanos e o fator de crescimento derivado de plaquetas, utilizando ressonância plasmônica de superfície. Ainda, pretendemos estudar o processamento do precursor (zimogênio) do HF3 por meio da obtenção do precursor recombinante em levedura, e análise de seu processamento por proteinases do veneno e do tecido da glândula de veneno. Este estudo deverá contribuir no conhecimento sobre as alterações causadas por SVMPs em componentes da matriz extracelular durante o processo de geração da hemorragia e regeneração tecidual.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ASEGA, AMANDA F.; OLIVEIRA, ANA K.; MENEZES, MILENE C.; NEVES-FERREIRA, ANA GISELE C.; SERRANO, SOLANGE M. T. Interaction of Bothrops jararaca venom metalloproteinases with protein inhibitors. Toxicon, v. 80, p. 1-8, MAR 15 2014. Citações Web of Science: 9.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.