Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do tratamento térmico de eletrocatalisadores de PtRu dispersos em carbono no desempenho catalítico frente a oxidação de hidrogênio na presença de co

Processo: 05/54564-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2005
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Edson Antonio Ticianelli
Beneficiário:Pietro Papa Lopes
Instituição-sede: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:04/10788-5 - Estudos fundamentais e aplicados dos processos eletródicos em células a combustível de baixas temperaturas, AP.TEM
Assunto(s):Monóxido de carbono   Células de combustível   Tratamento térmico

Resumo

Neste projeto pretende-se desenvolver e caracterizar eletrocatalisadores nanocristalinos formados por materiais bimetálicos de PtRu dispersos em carbono com diferentes proporções Pt:Ru, para a reação de oxidação de hidrogênio na presença de CO, que ocorre no ânodo das células a combustível que usam hidrogênio obtido por reforma como combustível. Estes materiais serão submetidos a tratamentos térmicos sob atmosfera de hidrogênio em diferentes tempos/temperaturas, a fim de induzir o enriquecimento da superfície das partículas de PtRu com platina. Este procedimento deverá promover modificações progressivas nas propriedades eletrônicas dos átomos de Pt que recobrem partículas bimetálicas contendo núcleos com diferentes proporções de Pt:Ru. Os eletrocatalisadores serão caracterizados quanto à composição usando Energia Dispersiva de Raio-X e quanto à morfologia usando Difração de Raio X. Os materiais serão avaliados como catalisadores para a reação de hidrogênio na presença de CO em células unitárias de PEMFC, usando técnicas como curvas de polarização, voltametria cíclica e stripping de CO. Com isto, pretende-se conhecer melhor os processos envolvidos na reação de envenenamento dos catalisadores por CO para poder correlacionar com o efeito eletrônico esperado e assim, projetar eletrocatalisadores mais tolerantes a tal veneno. (AU)