Busca avançada
Ano de início
Entree

Perfis epidemiológicos de mulheres com HIV/AIDS que se tornaram mães

Processo: 05/59967-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2006
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem de Doenças Contagiosas
Pesquisador responsável:Renata Ferreira Takahashi
Beneficiário:Emilia Aparecida Cicolo
Instituição-sede: Escola de Enfermagem (EE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Perfil de saúde   AIDS   Mulheres   HIV

Resumo

Atualmente, em todo o mundo, observa-se o fenômeno da feminilização da epidemia da aids. Este apresenta como uma característica importante a alta incidência nas mulheres em idade reprodutiva, a qual tem como conseqüência valores elevados de transmissão vertical do Human Immunodeficiency Vírus (HIV). A partir desse contexto e da importância em se conhecer os perfis das mulheres com HIV/AIDS que se tomam mães, para subsidiar a assistência de enfermagem, surgiu o interesse em identificar as características desse grupo especifico feminino e, ainda, verificar se há diferenças entre os perfis das mulheres a depender da época da descoberta do diagnóstico, ou seja, pré, inter ou pós-gestação. Para atingir esses objetivos será realizado um estudo exploratório descritivo com abordagem quantitativa. Desse modo serão analisados os dados sócio-demográficos, clínicos e epidemiológicos e intervenções registradas nos prontuários clínicos e/ou fichas de notificação de mulheres com HIV/AIDS, que se tornaram mães e foram matriculadas em um Serviço de Assistência Especializada em Doenças Sexualmente Transmissíveis e AIDS (SAE DST/AIDS) da Cidade Líder, no município de São Paulo, durante o período de 2000 a 2004. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.