Busca avançada
Ano de início
Entree

Propriedades físicas de aglomerados globulares da Grande Nuvem de Magalhães através de modelamento de diagramas cor-magnitude

Processo: 05/01351-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2005
Vigência (Término): 02 de abril de 2009
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia
Pesquisador responsável:Beatriz Leonor Silveira Barbuy
Beneficiário:Leandro de Oliveira Kerber
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Simulação numérica

Resumo

A Grande Nuvem de Magalhães (LMC), por se tratar de uma galáxia próxima e rica em aglomerados estelares com uma grande variação em idades, composições químicas e massas, representa um excelente laboratório para estudo sobre origem e evolução de sistemas estelares em geral. Tais aglomerados têm sido estudados através de imagens obtidas pelo Telescópio Espacial Hubble (HST), o que proporcionou a resolução espacialde suas regiõe mais centrais e o imageamento de estrelas com V=24, algumas magnitudes mais tênues que as do término da seqüência principal. Para dar conta da análise dos diagramas cor-magnitude (CMDs) geradospor dados com esta qualidade e quantidade de informações é preciso a aplicação de técnicas sofisticadas de extração dos parâmetros físicos, que unem: um modelamento de CMDs que busca mimetizar a observação; estatísticas de comparação de distribuições de pontos em um plano; e métodos de correção para efeitos de seleção, como incompleteza e contaminação por estrelas de campo. Estas técnicas, que são muito familiares ao candidato a bolsa de pós-doutorado, permitem determinar, de uma maneira objetiva, o domínio aceitável dos seguintes parâmetros de um aglomerado globular (introduzidos no modelamento): idade, metalicidade, módulo de distância, avermelhamento e inclinação da Função de Massa. Além disso, a fração de binárias não resolvidas, que contribui visivelmente para o alargamento em cor do CMD, e sua influência na determinação da Função de Massa, pode ser modelada com uma boa verossimilhança para ser melhor compreendida. Em sua tese de doutorado o candidato analisou CMDs de 5 aglomerados globulares da LMC, cujos resultados estão sendo publicados em artigo já aceito da Astronomy and Astrophysics. Dando continuidade a este trabalho, o cadidato analisará CMDs obtidos pelo HST/WFPC2 de 21 aglomerados globulares da LMC publicados por Brocato et al. 2001 e disponibilizados pelos autores via web. Trata-se de uma excelente oportunidade para analisar com um método robusto e avançado dados de uma amostra de CMDs fotometricamente homogênea e com a qualidade do HST, oriundas de aglomerados com uma grande diversidade em idades, composição química, massas e evolução dinâmica. Em especial, a caracterização das propriedades físicas destes sistemas oferece vínculos no presente para simulações de sistemas de N-corpos, algo imprescindível para investigar a suposta universalidade da Função de Massa Inicial (IMF). Paralelo ao trabalho com os aglomerados usaremos o código numérico de geração de CMDs para investigar a influência do binarismo não resolvido na determinação da Função de Massa.Ressaltamos que o candidato acumula uma grande experiência na área e dispõe de todos os códigos numéricos para a execução do projeto em 12 meses, onde esperamos a publicação de 2 artigos em revistas internacionais. Sua contribuição para o grupo de pesquisa amplia de forma significativa as técnicas de investigação das propriedades físicas de aglomerados estelares cujas estrelas podem ser resolvidas, tais como aqueles presentes na própria Galáxia e sua galáxias vizinhas.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
KERBER‚ LO; SANTIAGO‚ BX; BROCATO‚ E. Physical parameters of 15 intermediate-age LMC clusters from modelling of HST colour-magnitude diagrams. Astronomy & Astrophysics, v. 462, n. 1, p. 139-156, 2007.
KERBER‚ LO; SANTIAGO‚ BX. Mass segregation in rich LMC clusters from modelling of deep HST colour-magnitude diagrams. Astronomy & Astrophysics, v. 452, n. 1, p. 155-162, 2006.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.