Busca avançada
Ano de início
Entree

Extração supercrítica combinando duas fontes naturais diferentes para se obter extratos naturais concentrados em ácidos graxos w-3 e carotenóides

Processo: 08/55749-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2008
Vigência (Término): 30 de novembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Engenharia de Alimentos
Pesquisador responsável:Fernando Antonio Cabral
Beneficiário:Ana Lidia Kuntz Ferreira
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Carotenoides   Extração supercrítica   Pitanga   Equilíbrio de fases

Resumo

Duas matrizes vegetais diferentes serão empacotadas separadamente em um mesmo extrator de leito fixo por onde será escoado dióxido de carbono supercrítoco (SC-CO2). Extratos naturais serão obtidos pela extração concomitante de compostos de interesse presentes nas duas matérias primas, uma contendo óleo com alto teor de ácidos graxos w-3 e outra rica em carotenoides. O dióxido de carbono supercrítico em diferentes condições operacionais de temperatura e pressão será escoado através do leito e passará primeiro no leito de sementes de Sacha inchi, cujo óleo é rico em ácidos graxos w-3 (linolênico) e em seguida, o extrato (CO2 + óleo) que deixa o primeiro leito será escoado (no mesmo extrator) em um segundo leito constituído de polpa de pitanga liofilizada, que são ricas em carotenóides. O óleo extraído do primeiro leito serve como co-solvente do CO2 na extração dos carotenóides do segundo. O principal objetivo é explorar processos supercríticos combinando diferentes matérias primas para se produzir produtos especiais ricos em componentes bioativos além de minimizar custos de processo. Nesse sentido, os seguintes objetivos específicos foram estabelecidos: 1) Caracterizar uma amostra de sementes de Sacha inchi quanto ao teor de lipídeos e quanto a composição do óleo em ácidos graxos e de uma amostra de frutos da pitangueira liofilizada quanto ao teor de carotenóides totais. 2) Obter extratos usando o dióxido de carbono supercrítico como solvente em diferentes condições operacionais de temperatura e pressão (faixa de 100 a 400 bar e de 40 a 60ºC) e em diferentes proporções de matérias primas, 3) Medir o rendimento de extração, o teor de lipídeos e de carotenóides totais nos extratos e na matriz fonte. (AU)