Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da produção dè bioindicadores

Processo: 08/53684-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2008
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Thereza Christina Vessoni Penna
Beneficiário:Renan Silva Gonçalves
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Esterilização

Resumo

Em vista do elevado índice de surto de infecção hospitalar, com mais de 900 casos suspeitos no Rio de Janeiro (envolvendo 52 hospitais), e também registrados em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Goiás e Minas Gerais, ao todo são mais de 1000 casos causados pela reutilização de material médico-hospitalar contaminados, desde março de 2007. Recorrentes às práticas de limpeza e desinfecção de áreas e esterilização de artigos críticos que originam contaminação cruzada, fazem-se imperativo introduzir melhorias nos parâmetros cinéticos de procedimentos de desinfecção e nos processos de esterilização, conduzindo-os à liberação paramétrica, garantindo a esterilidade dos mesmos e assegurando o uso consecutivo. Para tanto, os indicadores biológicos (IB) são os principais representantes da carga biológica dos itens em questão e são os principais instrumentos de ajustes dos parâmetros dos processos de esterilização. Sendo na sua maioria importados, torna-se difícil controlar a natureza dos microrganismos utilizados nas preparações dos IB ou mesmo de biossensores de natureza protéica e a forma como devem ser empregados. Os IB são instrumentos necessários para aferir o nível de esterilidade dos diferentes artigos/áreas críticos esterilizados, comparativamente àquela esterilidade apresentada empregando-se a suspensão dos microrganismos (ou solução protéica) padrão (mãe) que originou os IB. O objetivo deste trabalho é conduzir o desenvolvimento e produção de indicadores - biológicos destinados ao uso em validações de processos de esterilização por calor úmido, por óxido de etileno e por calor seco. Uso em monitorações de rotina em ciclos de esterilização pré-estabelecidos e revalidações de processos de esterilização/A apresentação dos indicadores biológicos será nas formas em suspensão, carreadores inoculados em (fitas ou discos) auto-contidos e na forma liofilizada. Pretende-se também, desenvolver e produzir sensores capazes de indicar a penetração e distribuição do agente esterilizante, com a utilização da proteína verde fluorescente (GFP) liofilizada. A forma de apresentação pretendida será a liofilizada, em frascos com câmara dupla ou simples, contendo separadamente, o indicador biológico convencional e a GFP liofilizada. (AU)