Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento e avaliação da aplicabilidade de um manual Psicoeducativo como primeira intervenção no tratamento de pacientes com transtorno da compulsão alimentar periódica (TCAP)

Processo: 08/00685-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2008
Vigência (Término): 30 de junho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Pesquisador responsável:Sergio Luís Blay
Beneficiário:Sergio Carlos Stefano
Instituição-sede: Departamento de Psiquiatria. Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Transtornos da alimentação e da ingestão de alimentos   Tratamento   Bulimia   Transtorno da compulsão alimentar

Resumo

O objetivo geral deste projeto é desenvolver e avaliar a aplicabilidade de um manual psicoeducativo adaptado à realidade da população brasileira, como primeira intervenção no tratamento de pacientes com o Transtorno da Compulsão Alimentar Periódica (TCAP). A elaboração do manual será coordenada pelo autor com a colaboração dos profissionais especialistas em transtornos alimentares do PROATA (Programa de Orientação e Assistência aos Transtornos Alimentares do Departamento de Psiquiatria da Unifesp - EPM) tais como psicólogos, psiquiatras, nutrólogos e nutricionistas.O manual será impresso em forma de cartilha, com um formato que permita ser seguido pelos próprios pacientes sem a necessidade da instrução de um profissional altamente especializado, utilizando uma linguagem não médica e apresentando informações através de imagens ou personagens fictícios. A primeira parte será dirigida a fornecer informações sobre a doença, epidemiologia, características e sintomas, de tal sorte que o paciente tenha condições de identificar se tem ou não o quadro completo ou parcial de TCAP. A segunda parte abordará aspectos relativos aos mecanismos que predispõem, disparam e perpetuam os ataques de voracidade, ajudando o paciente a reconhecer tais mecanismos em seu cotidiano e desenvolver estratégias para a modificação de seu comportamento.Realizaremos um estudo piloto com duração de 08 semanas utilizando uma amostra de 20 pacientes que serão recrutados consecutivamente da lista de espera do PROATA. Após uma avaliação inicial e explanação sobre o material eles deverão assinar o consentimento pós-informado e receberão o manual. Eles serão avaliados através de instrumentos de avaliação específicos para tal fim e deverão seguir o manual por oito semanas; na oitava semana serão reavaliados através dos instrumentos aplicados no início Após o término do estudo, aqueles que permanecerem sintomáticos serão incluídos nas modalidades de tratamento utilizadas pelo PROATA.