Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise filogenética da subfamília Physodactylinae Lacordaire (Elateridae, Coleoptera)

Processo: 07/56202-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2007
Vigência (Término): 31 de outubro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Cleide Costa
Beneficiário:Simone Policena Rosa
Instituição-sede: Museu de Zoologia (MZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Coleoptera   Elateridae   Filogenia   Morfologia animal   Sistemática

Resumo

A subfamília Physodactylinae compreende 28 espécies, agrupadas em 7 gêneros, de pequenos elaterídeos (9-12 mm) castanhos a pretos, freqüentemente com padrões de manchas avermelhadas no pronoto e élitros. As supostas sinapomorfias compartilhadas pelos Physodactylinae são: pernas fossoriais; mandíbulas grandes e prosterno truncado na margem anterior. As larvas não são conhecidas. Dezoito espécies ocorrem na região Neotropical, divididas nos gêneros Physodactylus Fischer von Waldheim, 1823, Dactylophylus Fleutiaux, 1892 e Teslasena Fleutiaux, 1892. Três gêneros monotípicos ocorrem na África: Margogastrius Schwarz, 1903 (Tanzânia), Idiotropia Schwarz, 1906 (Argélia) e Oligostethius Schwarz, 1906 (África do Sul) e 7 espécies são assinaladas para o gênero Toxognathus Fairmaire, 1878, do sudeste da Ásia. O presente projeto de pesquisa tem como objetivos: 1) fazer a análise filogenética da subfamília, empregando caracteres da morfologia externa e das genitálias, a fim detestar sua monofilia e investigar as relações filogenéticas entre suas espécies e gêneros; 2) fazer a revisão taxonômica das espécies da região Neotropical, incluindo o estudo, inédito para o grupo, de caracteres do mesosterno, da asa, das genitálias masculina e feminina e do trato reprodutivo feminino e 3) descrever imaturos de Physodactylinae e acrescentar informações sobre a biologia dos adultos. (AU)

Publicações científicas (9)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SIMONE POLICENA ROSA. Phylogenetic analysis and taxonomic revision of Physodactylinae (Coleoptera, Elateridae). Papéis Avulsos de Zoologia (São Paulo), v. 54, n. 18, p. 217-292, 2014.
SIMONE POLICENA ROSA; CLEIDE COSTA. Description of the larva of Alampoides alychnus (Kirsch, 1873), the first known species with bioluminescent immatures in Euplinthini (Elateridae, Agrypninae). Papéis Avulsos de Zoologia (São Paulo), v. 53, n. 22, p. 301-307, 2013.
VIVIANI, V. R.; ROSA, S. P.; MARTINS, M. A. Aspisoma lineatum (Gyllenhal) (Coleoptera: Lampyridae) Firefly: Description of the Immatures, Biological, and Ecological Aspects. Neotropical Entomology, v. 41, n. 2, p. 89-94, APR 2012. Citações Web of Science: 3.
ROSA, SIMONE POLICENA. New species of Triplonychus Candeze and Globothorax Fleutiaux from Brazil (Coleoptera, Elateridae, Cardiophorinae). Zootaxa, n. 2831, p. 1-22, APR 26 2011. Citações Web of Science: 2.
ROSA, SIMONE POLICENA. Second record of bioluminescence in larvae of Xantholinus Dejean (Staphylinidae, Xantholinini) from Brazil. Revista Brasileira de Entomologia, v. 54, n. 1, p. 147-148, JAN-MAR 2010. Citações Web of Science: 0.
SIMONE POLICENA ROSA. New species of Ignelater Costa (Coleoptera, Elateridae, Pyrophorini). Papéis Avulsos de Zoologia (São Paulo), v. 50, n. 29, p. 445-449, 2010.
SIMONE POLICENA ROSA; CLEIDE COSTA; NEIDE HIGASHI. New data on the natural history and description of the immatures of Fulgeochlizus bruchi, a bioluminescent beetle from Central Brazil (Elateridae, Pyrophorini). Papéis Avulsos de Zoologia (São Paulo), v. 50, n. 41, p. 635-641, 2010.
ROSA, SIMONE POLICENA; COSTA, CLEIDE. Metapyrophorus pharolim a new genus and species of Pyrophorini (Coleoptera, Elateridae, Agrypninae). Revista Brasileira de Entomologia, v. 53, n. 1, p. 45-48, JAN-MAR 2009. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.