Busca avançada
Ano de início
Entree

Relações hídricas em Bufo (Anura: Bufonidae): participação de aspectos fisiológicos e comportamentais em espécies de Caatinga e Mata Atlântica

Processo: 06/52491-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2006
Vigência (Término): 31 de julho de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Comparada
Pesquisador responsável:Carlos Arturo Navas Iannini
Beneficiário:Ivan Prates
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/01577-8 - Causas e correlações da variação fisiológica: papel dos gradientes ambientais e comportamentais em diferentes níveis de organização, AP.TEM
Assunto(s):Ecofisiologia   Filogenia   Distribuição animal   Habitat   Umidade atmosférica   Anura   Caatinga   Mata Atlântica

Resumo

Os gradientes ecológicos podem limitar a distribuição animal de acordo com as capacidades fisiológicas das espécies, o que sugere participação da fisiologia na determinação da diversidade biológica. No Brasil, os diversos biomas compõem um gradiente de disponibilidade hídrica que tem em seus extremos a caatinga semi-árida e florestas ombrófilas densas como a mata atlântica. Ainda que grandemente dependentes da água por uma série de particularidades de sua biologia, os anfíbios estão presentes em todas as fases desse gradiente. O gênero Bufo, por exemplo, apresenta espécies de ocorrência restrita à mata atlântica, como B. crucifer, à caatinga, como B. jimi, e espécies que ocorrem em ambos, como B. granulosus. Diante das diferenças na abrangência de ocorrência e no grau de especificidade ao habitat entre espécies filogeneticamente próximas, o objetivo do presente projeto é investigar a participação e interação de aspectos da fisiologia e comportamento na ocupação da caatinga pelo gênero Bufo, focando-se em B. granulosus. Para tanto, propõe-se uma abordagem comparativa entre populações dessa espécie oriundas de áreas de caatinga e mata atlântica, incluindo também espécies aparentadas, no que se refere às taxas de influxo e efluxo de água através do tegumento e à detecção e escolha de microhabitats a partir de suas condições de umidade. Espera-se assim que sejam indicadas inovações adaptativas envolvidas com a ocorrência de anfíbios na caatinga, sugerindo ainda que elementos determinam maior ou menor especificidade ao habitat para as espécies do gênero Bufo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PRATES, IVAN; ANGILLETA, JR., MICHAEL J.; WILSON, ROBBIE S.; NIEHAUS, AMANDA C.; NAVAS, CARLOS A. Dehydration Hardly Slows Hopping Toads (Rhinella granulosa) from Xeric and Mesic Environments. PHYSIOLOGICAL AND BIOCHEMICAL ZOOLOGY, v. 86, n. 4, p. 451-457, JUL-AUG 2013. Citações Web of Science: 9.
PRATES, IVAN; NAVAS, CARLOS A. Cutaneous Resistance to Evaporative Water Loss in Brazilian Rhinella (Anura: Bufonidae) from Contrasting Environments. Copeia, n. 3, p. 618-622, SEP 3 2009. Citações Web of Science: 19.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.