Busca avançada
Ano de início
Entree

Na literatura, no cinema e na pintura: a representação do sertão brasileiro em três obras de arte nacionais

Processo: 07/59847-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2008
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2008
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Comparada
Pesquisador responsável:Antonio Manoel dos Santos Silva
Beneficiário:Héder Junior dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Comunicação, Educação e Turismo (FCETUR). Universidade de Marília (UNIMAR). Marília , SP, Brasil

Resumo

Este projeto tem como objetivo principal estudar comparativamente três obras de arte brasileira, Vidas Secas de Graciliano Ramos, Abril Despedaçado de Walter Salles e a série pictórica Os Retirantes de Cindido Portinari. Esta comparação pretende focalizar a forma com que o sertão brasileiro é representado em cada obra e analisar o modo como é tratada sua problematização e como o mesmo se articula dentro do tecido narrativo em que está inserido, dialogando assim com as influências que ele, o sertão, exerce dentro da tradição da cultura brasileira. Decorrente deste objetivo central, há outros: analisar a forma com que é tratado e mostrado o sertão brasileiro dentro de Vidas Secas, Abril Despedaçado e Os Retirantes; comprovar a uniformidade pela qual o sertão é recriado no universo romanesco de Ramos, fílmico de Salles e pictórico de Portinari. Partimos, para isso, de alguns pressupostos: a uniformidade como valor estético dentro da obra de arte; a consciência construtiva cultivada pelos autores; a arte como mediadora da realidade histórico-social brasileira. Valemo-nos de algumas suposições sugeridas pela crítica (Antonio Cândido, Alfredo Bosi, Ana Maria Gottardi, Castelar de Carvalho e José Roberto Teixeira Leite): a arte como reflexo das condições do ser, não importando a modalidade artística de que o autor se utiliza, padronizando assim a forma com que é reproduzido o sertão brasileiro. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.