Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de resposta autoimune durante a imunoterapia com DNAhsp65 da tuberculose

Processo: 09/06793-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2009
Vigência (Término): 30 de junho de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Carlos Rodrigo Zarate Blades
Beneficiário:Nayara Trevisan dos Santos Doimo
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Autoimunidade   Vacinas de DNA   Tuberculose   Imunoterapia

Resumo

A tuberculose (TB) é responsável por cerca de dois milhões de mortes ao ano no mundo todo, sendo a uma das três doenças infecciosas que mais causam mortes a nível mundial. Atualmente, a profilaxia utilizada é a vacina BCG, constituída por Mycobacterium bovis atenuado. Apesar de ser utilizada em diversos países, a eficácia e segurança dessa vacina tem sido controversa. Por isso, novos métodos de proteção vêm sendo pesquisados, e entre eles estão as vacinas de DNA, que constituem um dos principais candidatos para o desenvolvimento de uma vacina anti-TB pela sua capacidade de estimular tanto a resposta imune celular como humoral. Além disso, vacinas gênicas possuem vantagens sobre outros tipos de vacinas, como carecer de patogenicidade, apresentar baixo custo de produção, possuir maior estabilidade térmica e, várias delas têm demonstrado melhores efeitos em relação à vacina BCG. Estudos realizados em nosso grupo com a vacina DNAhsp65 demonstraram que, além de proteger contra infecção por M. tuberculosis, essa vacina também desempenha um papel terapêutico, ou seja, pode tratar indivíduos que já estejam infectados pelo bacilo. Entretanto, existe a preocupação de que as vacinas gênicas possam ocasionar respostas auto-imunes nos indivíduos vacinados. Diante do exposto, o presente trabalho de iniciação científica tem como objetivo avaliar se a imunização pela vacina DNA-hsp65 pode induzir algum tipo reação auto-imune no organismo quando empregada como imunoterapia anti-TB. Dessa forma, os dados gerados serão de importância nas áreas de imunoterapia e da vacinologia com DNA.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DOIMO, NAYARA T. S.; ZARATE-BLADES, CARLOS R.; RODRIGUES, RODRIGO F.; TEFE-SILVA, CRISTIANE; TROTTE, MARCELE N. S.; SOUZA, PATRICIA R. M.; SOARES, LUANA S.; RIOS, WENDY M.; FLORIANO, ELAINE M.; BRANDAO, IZAIRA T.; MASSON, ANA P.; COELHO, VERONICA; RAMOS, SIMONE G.; SILVA, CELIO L. Immunotherapy of tuberculosis with Mycobacterium leprae Hsp65 as a DNA vaccine triggers cross-reactive antibodies against mammalian Hsp60 but not pathological autoimmunity. HUMAN VACCINES & IMMUNOTHERAPEUTICS, v. 10, n. 5, p. 1238-1243, MAY 2014. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.