Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da sinvastatina e do sildenafil no processo inflamatório na anemia falciforme: estudo piloto randomizado, simples cego e placebo controlado em modelo animal e em pacientes

Processo: 07/08585-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2008
Vigência (Término): 31 de outubro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Fernando Ferreira Costa
Beneficiário:Andréia Averci Canalli
Instituição-sede: Centro de Hematologia e Hemoterapia (HEMOCENTRO). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:02/13801-7 - Alterações hereditárias das hemoglobinas: genética molecular, aspectos da evolução clínica e produção de animais transgênicos, AP.TEM
Assunto(s):Anemia falciforme   GMP cíclico   Camundongos transgênicos   Óxido nítrico   Inflamação   Hematologia

Resumo

O estado homozigoto para hemoglobina S (HbS) é denominado anemia falciforme (AF). Os mecanismos responsáveis pelo processo de vaso-oclusão na AF são complexos e ainda não foram totalmente elucidados. Sabe-se que o processo inflamatório tem papel importante na vaso-oclusão, e esses pacientes apresentam contagem de leucócitos, níveis de algumas citocinas e moléculas de adesão aumentadas. Além disto, a membrana dos eritrócitos que contém HbS é constantemente exposta a danos mecânicos que causam a sua ruptura e originam um estado de anemia hemolítica intravascular crônica. Este processo hemolítico causa a liberação da Hb livre e arginase no plasma, diminuindo a disponibilidade de óxido nítrico (NO) endotelial no plasma, produzindo um estado de disfunção endotelial, proliferação vascular, estresse oxidativo e inflamatório. Estes mecanismos patológicos terminam por gerar uma vasculopatia proliferativa e agregação plaquetária, acarretando em vaso-oclusão. Agentes que possam diminuir a hemólise restaurando a biodisponibilidade do NO e minimizando o processo inflamatório, característico da fisiopatologia da vaso-oclusão, poderiam atuar na redução da incidência e gravidade dos sub-fenótipos hemolíticos da AF. Neste contexto, a administração de sinvastatina (medicamento que atua modificando tanto os níveis de NO como interferindo nas propriedades adesivas das células) e sildenafil (medicamento que aumenta a resposta ao NO) a pacientes com AF poderia reduzir o processo inflamatório crônico, com conseqüente redução das lesões orgânicas e complicações da doença. Face ao exposto, este projeto tem por objetivo investigar os efeitos da administração da sinvastatina e sildenafil na função dos neutrófilos, na liberação de mediadores inflamatórios e na alteração da biodisponibilidade de NO em pacientes com AF. Além disso, em camundongos transgênicos para AF esta avaliação será ampliada para estudo de inflamação pulmonar e sistêmica.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)