Busca avançada
Ano de início
Entree

Diferenciacao de cafeeiros do banco de germoplasma do iac pelo teor de carboidratos e de solidos soluveis.

Processo: 05/51585-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2005
Vigência (Término): 31 de julho de 2006
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Luiz Carlos Fazuoli
Beneficiário:Gabriel Martini
Instituição-sede: Instituto Agronômico (IAC). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Coffea arabica   Carboidratos   Coffea canephora   Café   Banco de sementes

Resumo

O Instituto Agronômico de Campinas é historicamente uma das instituições mais importantes do mundo na área de melhoramento genético do cafeeiro. O material empregado nos cruzamentos nele realizados e orientados para o aumento de produtividade, redução do porte das plantas e resistência à ferrugem, por exemplo, entre tantos outros, é o do seu Banco de Germoplasma, que compreende uma das mais importantes coleções mundiais de cafeeiros. Atualmente, o melhoramento de variedades de café conduzido no IAC tem sido subsidiado pela biologia molecular e pela citogenética, pretendendo-se, também, que seja orientado pela composição química dos seus frutos. Desde novembro de 2004 desenvolve-se no Centro de Café 'Alcides Carvalho' do IAC um projeto com financiamento da FAPESP para a caracterização química dos cafeeiros do Banco de Germoplasma do IAC com vistas ao conhecimento do potencial de utilização das plantas no melhoramento genético. Este projeto de Iniciação Científica tem por objetivo cobrir seus itens de quantificação de ácidos clorogênicos e identificação e quantificação de ácidos carboxílicos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)