Busca avançada
Ano de início
Entree

Protocolos alternativos para investigação sistemática da composição, controle de qualidade e inspeção de adulterações em biocombustíveis por CE-DAD e CE-MS

Processo: 08/53558-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2008
Vigência (Término): 31 de agosto de 2010
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Marina Franco Maggi Tavares
Beneficiário:Claudinei Alves da Silva
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Biodiesel   Controle da qualidade   Eletroforese capilar

Resumo

Nos dias atuais a procura por combustíveis renováveis tem aumentado muito. O consumo mundial de combustível fóssil possui uma tendência de crescimento para os próximos anos, contudo, esse combustível alcançará seu máximo em muito pouco tempo. Neste sentido, os biocombustíveis surgem como uma alternativa em relação ao petróleo e seus derivados, já que sua produção é obtida de fontes renováveis e a emissão de poluentes diminui muito. O projeto pretende desenvolver, validar e aplicar metodologias para investigação sistemática da composição, controle de qualidade e inspeção de adulterações em biocombustíveis por eletroforese capilar de zona (CZE) e em meio micelar (MEKC), com detecção no UV-visível. O CE-MS será utilizado para identificar e confirmar possíveis adulterações ou produtos de reações oxidativas na composição do biodiesel. Segundo a Agência Nacional de Petróleo, ficaram preliminarmente definidas as especificações do biodiesel e do etanol combustível a serem utilizados no Brasil. Neste sentido, os componentes a serem estudados no álcool combustível serão: os ânions (cloreto, sulfato, nitrato, fosfato), cátions (Na+, K+, Cu2+, Pb2+, Fe2+), aldeídos e cetonas. No biodiesel: os ânions (cloreto, sulfato, nitrato, fosfato), cátions (Na+, K+, Ca2+, Mg2+,Cu2+, Pb2+, Fe2+), ésteres de ácido graxo, glicerol livre e total, mono, di e triacilglicérides, ácidos graxos livres, cinzas sulfatadas (forma de íons metálicos). O monitoramento do nível destes analíticos indicará a qualidade do produto. O projeto compreenderá ainda o desenvolvimento e a otimização de uma metodologia analítica para a extração dos analíticos dos biocombustíveis, na qual será avaliada uma técnica alternativa de extração assistida por microondas ou por ultra-som. Os métodos desenvolvidos serão validados em relação ao limite de detecção e quantificação, seletividade, especificidade, precisão, exatidão e linearidade. A aplicabilidade dos métodos a matrizes reais também será investigada. (AU)