Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da atividade tripanocida de Auranofin contra diferentes DTUs de Trypanosoma Cruzi

Processo: 10/12331-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2010
Vigência (Término): 30 de setembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Otavio Henrique Thiemann
Beneficiário:Gisele Bulhões Portapilla
Instituição-sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:98/14138-2 - Center for Structural Molecular Biotechnology, AP.CEPID
Assunto(s):Trypanosoma cruzi   Inibidores

Resumo

As doenças tropicais negligenciadas (DTNs) acometem mais de 1 bilhão de pessoas em todo o mundo, sendo agrupadas em 14 principais doenças que atingem exclusivamente países subdesenvolvidos, onde a instabilidade política e falta de recursos limitam os tratamentos eficazes e adequados aos indivíduos. Assim, apesar dos recentes avanços científicos na descoberta de novas ferramentas terapêuticas para o tratamento dessas doenças, não há grandes interesses das indústrias farmacêuticas na produção de novos fármacos. A doença de Chagas é uma DTN causada pelo protozoário flagelado Trypanosoma cruzi, o qual necessita de dois hospedeiros, o inseto Triatomíneo e um vertebrado mamífero para completar seu ciclo natural. Essa moléstia acomete aproximadamente 18 milhões de pessoas em diversos países das Américas Latina e Central, e dispõe de tratamento baseado no Nifurtimox (disponível apenas na Argentina e Alemanha) e no Benznidazol, que é o medicamento utilizado há mais de 50 anos. Além disso, esses compostos apresentam diversos efeitos colaterais indesejáveis, apresentam baixa eficácia, custo elevado e toxicidade considerada. Estudos revelaram que o composto Auranofin, utilizado no tratamento de artrite reumatóide, promove sensibilidade em células do Trypanosoma brucei e Trypanosoma cruzi. Portanto, no presente projeto, serão avaliadas os efeitos do composto Auranofin nas formas epimastigotas em 5 DTUs (Discret Taxonômica Units) de T. cruzi in vitro e comparados ao Benznidazol. Na obtenção de resultados positivos será avaliada a sensibilidade in-vitro das formas tripomastigotas e amastigotas. O Auranofin já é um medicamento utilizado em seres humanos, em terapias crônicas e sua baixa toxicidade é conhecida, assim os resultados desse estudo poderão contribuir para aumentar as possibilidades de terapia no tratamento de indivíduos chagásicos.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.