Busca avançada
Ano de início
Entree

O efeito dò represamento sôbre a fauna dè Odonata, Ephemeroptera, Plecoptera e Trichoptera Èm riachos da região Sudoeste do Estado de São Paulo

Processo: 08/58499-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2009
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Pitágoras da Conceição Bispo
Beneficiário:Fabiana Pereira Coelho
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:04/09711-8 - Ecologia e taxonomia de insetos aquáticos de riachos, AP.JP
Assunto(s):Ecossistemas aquáticos   Diversidade   Insetos aquáticos   Barragens   Açudes

Resumo

O objetivo do presente projeto é testar os efeitos de pequenos barramentos sobre a riqueza, abundância e composição faunística de insetos aquáticos das ordens Ephemeroptera, Odonata, Plecoptera e Trichoptera em riachos do Vale do Paranapanema, região do município de Assis, Estado de São Paulo. Riachos com a presença de açudes serão mapeados e entre oito e doze serão sorteados para a amostragem. Em cada riacho, serão amostrados três pontos, um no açude, um à montante e outro à jusante. Será respeitada uma distância mínima à montante do reservatório, para evitar o trecho de redução do fluxo pelo efeito direto do represamento, e à jusante de forma a evitar o efeito direto da construção da barragem. No caso do reservatório, a amostragem será feita no máximo a dois metros da margem. Será utilizado substrato artificial, o qual será construído com 300 cm3 de seixos em cestos de nylon. Este substrato permanecerá no riacho por um período de 25 dias. Em cada riacho serão colocados doze substratos, sendo quatro no açude, quatro à montante e quatro à jusante. A retirada dos substratos será feita com o auxílio de um puçá com malha de 0,250 mm para evitar perda de organismos que eventualmente se desprendam dos seixos. Os seixos coletados serão lavados e o material obtido será acondicionado em álcool 80%, etiquetado, triado sob lupa estereoscópica, identificado e depositado na coleção de insetos aquáticos da UNESP de Assis. Os insetos coletados pertencentes às ordens Ephemeroptera, Odonata, Plecoptera e Trichoptera serão identificados até o nível de gênero e se possível serão separados em morfoespécies. Os dados serão analisados considerando métodos uni e multivariados. (AU)