Busca avançada
Ano de início
Entree

Emprego das imagens digitais em análise de alimentos: avaliação do teor nutricional de alimentos cultivados na agricultura orgânica e na agricultura convencional

Processo: 06/07074-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2007
Vigência (Término): 31 de março de 2008
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Marcos Yassuo Kamogawa
Beneficiário:Adriana Melissa dos Santos Doimo
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Alimentos orgânicos   Avaliação nutricional   Instrumentação analítica

Resumo

O crescente emprego de imagens digitais em trabalhos científicos, está relacionado a rápida evolução da eletrônica, o desenvolvimento de programas dedicados a análise de imagens e os baixos custos envolvidos. A combinação da aquisição da imagem digital com o estudo das cores digitalizadas, surge como alternativa quantitativa para procedimentos que envolvam reações químicas com geração de cor. A evolução da informática também proporcionou a criação de programas matemáticos de alto desempenho que facilitaram a interpretação e manipulação das imagens, que associados a ferramentas estatísticas permitem correlacionar as informações armazenadas digitalmente as propriedades físico-químicas de uma amostra. O armazenamento da informação (cores, formas e intensidade) pode ser realizado de diferentes formas, porém um dos padrões mais comum é o RGB. Este padrão permite a quantificação de três cores primarias (R = vermelho, G = verde e B = azul) que combinadas formam todas as cores do espectro visível. De modo análogo à espectrofotometria de absorção molecular é possível empregar as informações de cor das imagens digitais para qualificar ou quantificar as propriedades de absorção de cor dos compostos cromóforos. Este projeto propõe realizar medidas qualitativas e/ou quantitativas de reações químicas, que absorvam comprimentos de onda na região do visível do espectro eletromagnético, empregando imagens digitalizadas por um scanner de mesa comum. Para tanto analitos como ferro, nitratos e vitamina C em amostras alimentícias serão estudados e os resultados comparados a procedimentos convencionais de análise.As amostras alimentícias serão de produtos orgânicos e convencionais. Diante do crescimento da agricultura orgânica e maior consumo deste alimento pela população, torna-se necessário estudos que avaliem possíveis alterações nos valores nutricionais e antinutricionais entre os produtos orgânicos e convencionais.