Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito dos ácidos graxos n-3 na função de leucócitos de atletas de elite

Processo: 08/55198-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2008
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Maria Fernanda Cury Boaventura
Beneficiário:Sâmia Rocha Alves
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Necrose   Neutrófilos   Exercício físico   Apoptose

Resumo

Alguns estudos sugerem que diferentes níveis de exercício causam efeitos divergentes no funcionamento do, sistema imune, que variam de acordo com a intensidade e a duração. O exercício moderado aumenta a resistência às infecções e o intenso induz à imunossupressão no período de recuperação, que pode aumentar o risco de infecção em atletas. A concentração de leucócitos aumenta durante o exercício. Tanto em atletas como em sedentários os níveis basais dos leucócitos também são rapidamente aumentados durante a atividade física, porém, após exercício intenso essa concentração diminui abaixo do valor inicial. Atualmente, sugere-se que o exercício de alta intensidade acelera a morte dos leucócitos (CURY-BOAVENTURA et al., 2008). Muitos pesquisadores acreditam na hipótese de que a suplementação de n-3 proporciona benefícios durante o exercício. Os óleos de peixe são ricos em ácidos graxos poli-insaturados (PUFA) n-3 e possuem ação anti-inflamatória, a qual poderia impedir a resposta pró-inflamatória exacerbada induzida após o exercício extenuante. No presente estudo iremos investigar o efeito da suplementação crônica de óleo de peixe na funcionalidade de linfócitos e neutrófilos e na morte de leucócitos em atletas de elite após o exercício. (AU)