Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de cana para energia e estoque de n no solo em função de doses contrastantes de n fertilizante e inoculação com bactérias diazotróficas

Processo: 09/50050-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2009
Vigência (Término): 30 de abril de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Heitor Cantarella
Beneficiário:Zaqueu Fernando Montezano
Instituição-sede: Instituto Agronômico (IAC). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/56147-1 - Nutrição nitrogenada de cana-de-açúcar com fertilizantes ou bactérias diazotróficas, AP.BIOEN.TEM
Assunto(s):Cana-de-açúcar   Nitrogênio   Fertilizantes nitrogenados

Resumo

Mais de 8 milhões de hectares de cana para produção de açúcar e álcool são cultivados no Brasil, dos quais aproximadamente 5 milhões de hectares estão no Estado de São Paulo. Grandes quantidades de nitrogênio são necessárias para produção de biomassa sendo o mais caro nutriente nas formulações para a cana. Além disso, estima-se que a síntese de fertilizantes nitrogenados corresponde a aproximadamente 25% de toda a energia fóssil gasta nas operações de campo para a produção de álcool a partir da cana no Brasil. Acredita-se que a fixação biológica de nitrogênio (FBN) é a responsável por suprir parte do N requerido pelas plantas de cana. O trabalho tem o objetivo de avaliar sob condição de campo e ao longo de quatro anos a produção de açúcar e biomassa de variedades de cana bem como os estoques de N e os índices de disponibilidade do nutriente no solo de cinco campos experimentais em função de doses contrastantes de N via fertilizante e inoculação de uma mistura de linhagens de bactérias diazotróficas. O delineamento experimental será composto por blocos com parcelas subdivididas e quatro repetições, sendo que três variedades na parcela e seis tratamentos de N na subparcela. Os seis tratamentos de N incluem um tratamento controle e três doses de N, rotuladas em baixa, média e alta dose. No tratamento controle e na dose média as plantas serão inoculadas com bactérias diazotróficas. O balanço parcial de N no solo será estimado em dois campos experimentais no início e no final do experimento. índices de disponibilidade de N no solo serão medidos anualmente em todas as áreas experimentais. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.