Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos de um programa de atividade física sobre os sintomas depressivos e a qualidade de vida de idosos com Demência de Alzheimer

Processo: 07/54599-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2007
Vigência (Término): 31 de julho de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Florindo Stella
Beneficiário:Heloisa Schievano Groppo
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Atividade física   Qualidade de vida   Doença de Alzheimer   Demência   Idosos

Resumo

A demência de Alzheimer (DA) constitui o tipo mais comum de demência. Déficits de memória caracterizam a doença e causam comprometimento de sua qualidade de vida, afetando a estrutura familiar. Sintomas depressivos são comuns na DA e associam-se a um contexto de perda da qualidade de vida. Atualmente a literatura apresenta poucos estudos envolvendo a temática atividade física na DA. O objetivo consiste em analisar os efeitos da atividade física sistematizada sobre os sintomas depressivos e a qualidade de vida de idosos com demência de Alzheimer e de seus cuidadores. Participarão 16 sujeitos com diagnóstico de DA serão avaliados no início e após seis meses pelos testes: Mini-Exame do Estado Mental (MEEM), escala de qualidade de vida (EQV) e Escala de Depressão em Geriatria (EDG). 8 participantes serão submetidos às sessões de um programa sistematizado de atividade física a ser realizado 3 vezes por semana em dias não-consecutivos, com duração de 60 minutos, por um período de 6 meses. Os demais formarão o grupo controle, que não realizará a intervenção motora. A análise dos dados consistirá da estatística descritiva, teste de Shapiro Wilk, teste de Análise de Variância para medidas repetidas (ANOVA two-way) e, teste de correlação de Pearson, se os dados apresentarem distribuição normal. Caso a distribuição não seja paramétrica, será realizado o teste de Friedmann e teste de correlação de Spearman. Admitir-se-á nível de significância de 5% (p<05) para todas as análises. (AU)