Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo químico das folhas de Pfaffia paniculata Kuntze biomonitorado por ensaios de atividade anti-tumoral e antimicrobiana

Processo: 09/05436-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2009
Vigência (Término): 30 de junho de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacognosia
Pesquisador responsável:Vera Lúcia Garcia
Beneficiário:Nayara Moreli Souza
Instituição-sede: Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas (CPQBA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Paulínia , SP, Brasil
Assunto(s):Fitoquímica   Produtos naturais   Pfaffia paniculata

Resumo

A Pfaffia paniculata Kuntze (Amaranthaceae) conhecida como "ginseng brasileiro" é utilizada popularmente como tônico afrodisíaco e antidiabético. Dentre as principais atividades terapêuticas de suas raízes inclui-se as atividades analgésica, antiinflamatória e anti-tumoral. Os principais constituintes químicos identificados nas raízes de P. paniculata são saponinas, que apresentam amplo espectro de atividade farmacológica, sendo sua atividade anti-tumoral atribuída ao ácido pfáffico. Por outro lado, não temos relato na literatura sobre estudos químicos e/ou de atividade biológica das partes aéreas desta planta. No Brasil, embora a P. paniculata seja a mais empregada em preparações comerciais, a P. glomerata é normalmente utilizada como seu substituto, uma vez que o cultivo da P. paniculata é mais difícil. Uma vez que o ácido pfáffico encontra-se presente apenas na P. paniculata, a autenticidade desta espécie pode ser realizada através da quantificação deste composto na raiz. Estamos desenvolvendo no CPQBA um projeto para validação do método analítico do ácido pfáffico (FAPESP Proc. n° 08/01376-6), em raízes de diferentes genótipos de P. paniculata cultivados no Campo Experimental do CPQBA, sendo que até o momento a parte aérea da planta esta sendo descartada. Este fato nos motivou a propor este projeto, visando o estudo químico das folhas de P. paniculata, monitorado através de ensaios de atividade antimicrobiana e anti-tumoral. Os ensaios de atividade biológica serão realizados no CPQBA