Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel regulatório de FAK na expressão de genes relacionados ao transporte e sinalização de cálcio durante a hipertrofia cardíaca

Processo: 07/59441-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2008
Vigência (Término): 31 de agosto de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Kleber Gomes Franchini
Beneficiário:Mônica Siqueira Ferreira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/54878-3 - Patogênese da hipertrofia e insuficiência cardíacas: mecanismos ativados por estimulo mecânico, AP.TEM
Assunto(s):RNA interferente pequeno   Cardiomegalia   Cálcio   Expressão gênica   Miócitos cardíacos

Resumo

A hipertrofia cardíaca é uma resposta compensatória dos miócitos cardíacos a todo o tipo de estresse mecânico e/ou injúria. Tal resposta provoca aumento do tamanho dos miócitos cardíacos adultos, não proliferativos, que resulta de ativação de vias de sinalização intracelular, expressão ampla de genes e organelogênese. Há um consenso geral de que o remodelamento fenotípico que ocorre durante a hipertrofia cardíaca seja controlado pela expressão de determinados genes que codificam proteínas transportadoras regulatórias da homeostase do cálcio. As evidências disponíveis indicam que algumas destas proteínas têm sua expressão e função alteradas, contribuindo para a deterioração funcional de miócitos cardíacos hipertróficos do processo, entre elas, receptor rianodino (RyR2), SERCA2a, Ca2+-calmodulina quinase (Camk2b), fosfolamban (Pln), calsequestrina (casq2), trocador de Na+/Ca2+ (Ncx) e canal de cálcio tipo L (CanL). Estímulos mecânicos são considerados críticos para a resposta hipertrófica dos miócitos cardíacos. Neste contexto, a tirosina quinase FAK (Focal Adhesion Kinase) tem sido estudada como um dos principais mediadores da resposta de miócitos cardíacos a estímulos mecânicos. Em estudos recentes, observamos que a sinalização mediada pela FAK pode exercer influência regulatória no gene codificador do fosfolamban, proteína que controla a atividade da SERCA2a, com ampla demonstração de alteração em miócitos cardíacos hipertrofiados. Com base nestes dados, o presente projeto tem como objetivo principal a determinação da influência da sinalização pela FAK na expressão das principais proteínas de transporte de cálcio durante o desenvolvimento de hipertrofia induzida por sobrecarga pressórica. Para tanto, utilizaremos a estratégia de silenciamento gênico da FAK e a avaliação de expressão gênica de produtos gênicos como RyR2, SERCA2a, Camk2b, Pln, casq2, Ncx e CanL, através de RT-PCR semi-quantitativo. (AU)