Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização e estudos estruturais de complexos da gliceraldeído-3-fosfato desidrogenase de T.cruzi e inibidores

Processo: 05/51042-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2005
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2005
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica Molecular
Pesquisador responsável:Glaucius Oliva
Beneficiário:Alessandra Veloso de Melo
Instituição-sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:98/14138-2 - Center for Structural Molecular Biotechnology, AP.CEPID
Assunto(s):Doença de Chagas   Inibidores   Doenças negligenciadas   Biologia estrutural   Enzimas   Cristalografia

Resumo

A doença de Chagas causada pelo Trypanosoma cruzi atinge cerca de um quarto da população da América Latina onde representa um dos mais importantes problemas médico-sanitários em 17 países. A importância médico-social da doença de Chagas no Brasil é grande, significando perdas anuais acima de US$ 80 milhões somente em custos médico-hospitalares. Apenas dois fármacos são disponíveis; nifurtimox e benznidazol, eficazes somente na fase aguda da doença. A falta de Fármacos realmente eficazes torna urgente a busca de novos e melhores agentes antichagásicos. A principal via bioquímica de obtenção de energia do T.cruzi é a glicolise. Nos tripanosomatídeos a razão de glicólise atinge 50 vezes aquela do eritrócito humano. A enzima GAPDH glicossomal do T.cruzi foi escolhida como proteína alvo deste projeto de desenho de fármacos por vários motivos, entre os quais destaca-se o fato desta enzima encontrar-se expressa em Escherichia coli, ter sua estrutura cristalográfica determinada, além de se já ter conseguido complexos desta enzima com compostos de origem natural e sintética. O estudo do reconhecimento molecular em sistemas biológicos assume grande importância, pois ele constitui a base para a seletividade e afinidade dessas moléculas pelos seus receptores. O conhecimento do modo de ligação e da estrutura do complexo, aliado as ferramentas computacionais da Química Medicinal (QSAR 2D e 3D), são fontes de valor inesgotável na busca por novas moléculas bioativas, fornecendo dados sobre possíveis alterações na molécula, de forma a melhorar suas propriedades farmacocinéticas e farmacodinâmicas. (AU)