Busca avançada
Ano de início
Entree

Comportamento espectral da absorcao da luz pelo fitoplancton na pla taforma continental sudeste do brasil.

Processo: 04/12699-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2005
Vigência (Término): 30 de novembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Pesquisador responsável:Aurea Maria Ciotti
Beneficiário:Rafael Riani Costa Perinotto
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus Experimental do Litoral Paulista. São Vicente , SP, Brasil
Assunto(s):Baía de Santos

Resumo

O presente projeto visa avaliar a influência da pluma do sistema estuarino da Baía de Santos sobre o comportamento espectral da absorção da luz pelo fitoplâncton na plataforma continental. A quantificação da absorção da luz tem sido empregada como subsídio para estudos de ecologia do fitoplâncton, já que essa variável é uma função dos grupos taxonômicos presentes, seu tamanho e estado fisiológico, e é o fator central controlando taxas de produtividade primária. Sua aplicação em estudos ecológicos depende, todavia, de uma caracterização prévia da sua variabilidade em um dado ambiente. Esse estudo se integrará ao Projeto ECOSAN, cujo objetivo é quantificar o impacto biológico da Pluma do estuário de Santos na Plataforma Continental adjacente, dentro de um contexto oceanográfico e, portanto, multidisciplinar. As curvas espectrais de absorção de luz pelo fitoplâncton, medidas em espectrofotômetro, serão parametrizadas e relacionadas a variáveis físico-químicas, principalmente a salinidade, como forma de localizar na plataforma continental a referida pluma. Os parâmetros encontrados, dentro e fora da pluma, serão estatisticamente comparados por análises multivariadas de agrupamento, classificação e variância. Os resultados do presente estudo auxiliarão na compreensão do efeito da pluma do estuário de Santos sobre as comunidades de fitoplâncton da plataforma continental e fornecerão subsídios para a quantificação de trocas de carbono entre os dois ambientes. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: