Busca avançada
Ano de início
Entree

Anatomia floral de espécies de Rauvolfioideae (Apocynaceae)

Processo: 10/07433-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2010
Vigência (Término): 31 de maio de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Morfologia Vegetal
Pesquisador responsável:André Olmos Simões
Beneficiário:Marseille Cristine Joffre dos Santos
Instituição-sede: Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/01213-0 - Estudos filogenéticos e evolutivos em Apocynaceae neotropicais, AP.JP
Assunto(s):Apocynaceae   Anatomia vegetal

Resumo

O presente plano de pesquisa está relacionado com o subprojeto 2 ("Morfologia e evolução da estrutura floral em Rauvolfioideae") do projeto Jovem Pesquisador "Estudos filogenéticos e evolutivos em Apocynaceae neotropicais". Este projeto, financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Proc. 08/01213-7) e coordenado pelo Prof. Dr. André Olmos Simões, teve início em dezembro de 2009 e desenvolve estudos filogenéticos, morfo-anatômicos e evolutivos em grupos selecionados de Apocynaceae. O plano de pesquisa aqui apresentado tem como meta principal a concessão de bolsa de Iniciação Científica por 12 meses para aluno de graduação em Ciências Biológicas da Universidade Estadual de Campinas e vinculada ao subprojeto 2, viabilizando assim a continuidade dos estudos anatômicos em andamento no laboratório de Anatomia Vegetal desta instituição desde dezembro de 2008. Rauvolfioideae é uma das cinco subfamílias de Apocynaceae em sua circunscrição atual. Apesar da aparente homogeneidade estrutural das flores de suas espécies, comparadas às das demais subfamílias, estudos recentes (ex., Potgieter & Albert, 2001; Simões et al. 2007, no prelo) indicam que esta aparente homogeneidade é ilusória. Um número significativo de características florais, como presença/ausência de coléteres calicinais, presença/ausência e morfologia de órgãos ou tecidos nectaríferos, e morfologia da cabeça do estilete são bastante variáveis em Rauvolfioideae e apresentam valor filogenético, especialmente nos níveis taxonômicos de gênero e tribo. (AU)