Busca avançada
Ano de início
Entree

Resposta tecidual a tubos de dentina contaminados e irrigados com dispersão de nanopartículas de prata a 47ppm ou hipoclorito de sódio a 2,5%

Processo: 09/16068-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2010
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Endodontia
Pesquisador responsável:João Eduardo Gomes Filho
Beneficiário:Karina Vanessa Tendoro
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Prata   Teste de biocompatibilidade   Nanotecnologia

Resumo

O objetivo deste estudo será avaliar o efeito antimicrobiano da nanopartícula de prata pela resposta tecidual frente ao implante de tubos de dentina contaminados por saliva e irrigados com dispersão de nanopartículas de prata ou hipoclorito de sódio a 2,5% em tecido subcutâneo de ratos. Serão utilizados 40 ratos, os quais receberão individualmente dois implantes de tubos de dentina bovina contaminados por saliva e irrigados com dispersão de nanopartículas de prata na concentração 47ppm, hipoclorito de sódio a 2,5%, soro fisiológico, ou tubos não contaminados como controle. Os períodos de avaliação serão de 7 e 30 dias. Após cada período pós-operatório, 15 animais serão sacrificados e os tubos de dentina juntamente com o tecido que o circunda serão removidos, fixados e processados para análise em microscopia de luz, com inclusão em glicol metacrilato, cortes seriados de 3mm e coloração por HE. O critério de avaliação será de 0: nenhuma ou poucas células e nenhuma reação; 1: menos de 25 células e reação leve; 2: entre 25 e 125 células e reação moderada; 3: 125 ou mais células e severa reação. Cápsula fibrosa será considerada fina quando < 150µm e espessa quando > 150µm. Necrose será registrada como presente ou ausente. Os dados obtidos serão analisados pelo teste Kruskal Wallis.