Busca avançada
Ano de início
Entree

Resposta tecidual a tubos de dentina irrigados com nanopartícula de prata na concentração de 23ppm ou hipoclorito de sódio a 2,5%.

Processo: 09/15981-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2009
Vigência (Término): 30 de novembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Endodontia
Pesquisador responsável:João Eduardo Gomes Filho
Beneficiário:Fernanda Fragoso Ferreira de Melo
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Nanopartículas   Teste de biocompatibilidade   Prata

Resumo

O objetivo deste estudo será avaliar a resposta tecidual frente ao implante de tubos de dentina irrigados com dispersão de nanopartículas de prata ou hipoclorito de sódio a 2,5% em tecido subcutâneo de ratos. Serão utilizados 30 ratos, os quais receberão individualmente dois implantes de tubos de dentina bovina irrigados com dispersão de nanopartículas de prata na concentração 23ppm, hipoclorito de sódio a 2,5%, ou soro fisiológico, este último como controle. Os períodos de avaliação serão de 7 e 30 dias. Após cada período pós-operatório, 15 animais serão sacrificados e os tubos de dentina juntamente com o tecido que o circunda serão removidos, fixados e processados para análise em microscopia de luz, com inclusão em glicol metacrilato, cortes seriados de 3mm e coloração por HE. O critério de avaliação será de 0: nenhuma ou poucas células e nenhuma reação; 1: menos de 25 células e reação leve; 2: entre 25 e 125 células e reação moderada; 3: 125 ou mais células e severa reação. Cápsula fibrosa será considerada fina quando < 150µm e espessa quando > 150µm. Necrose será registrada como presente ou ausente. Os dados obtidos serão analisados pelo teste Kruskal Wallis.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: