Busca avançada
Ano de início
Entree

Aceleracao de cicatrizacao tecidual de lesoes de pele por lasers de baixa intensidade.

Processo: 99/00193-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 1999
Vigência (Término): 31 de março de 2001
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Telma Maria Tenório Zorn
Beneficiário:Carlos Eugenio Nabuco de Araujo
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Cicatrização   Microscopia eletrônica

Resumo

A terapia utilizando lasers de baixa intensidade vem sendo largamente utilizada na prática clínica na cicatrização de úlceras tróficas, feridas indolentes, queimaduras e no tratamento de herpes. O modelo físico e as razões biológicas para a eficiência desta terapia ainda não estão claros. Há ainda pouca informação conclusiva sobre a dependência do efeito com a dose de irradiação, comprimento de onda, regime e intensidade, De acordo com a teoria das propriedades ópticas de superfícies, utilizando as equações de Maxwell macroscópicas, a eficiência na deposição inomogênca de energia que ocorre numa interface microscopicamente rugosa, irradiada com luz laser, vai depender do tipo de polarização do campo elétrico. Considerando um campo linearmente polarizado, esta eficiência na deposição de energia, depende dos parâmetros da rugosidade para o caso de a luz p-polarizada e independe de tais parâmetros, para a luz s-polarizada. Neste projeto pretende-se portanto, investigar através da microscopia de luz, microscopia eletrônica de transmissão e técnica radioautográfica, o processo de aceleração tissular de queimaduras de pele criadas artificialmente no dorso de cobaias, comparando os efeitos das componentes da radiação laser polarizada, emitindo comprimentos de onda na região do visível e do infravermelho próximo. (AU)