Busca avançada
Ano de início
Entree

Diferentes alternativas no controle da diarréia pós-desmame em leitões

Processo: 07/03637-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Lúcio Francelino Araújo
Beneficiário:Monique Matias Mota
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Assunto(s):Densitometria óssea   Eficiência

Resumo

Um experimento será realizado com o objetivo de avaliar diferentes alternativas nutricionais no controle de diarréia de leitões. Serão utilizados 192 leitões de uma linhagem comercial, desmamados com idade média de 21 dias, sendo metade de cada sexo. Os leitões serão distribuídos em 48 baias, sendo cada unidade experimental composta por 4 leitões. O delineamento experimental será o de blocos ao acaso, com os animais distribuídos em 8 tratamentos e 6 repetições de 4 animais (3 repetições de cada sexo).Tratamentos: T1 – Controle negativo (sem a adição de óxido de zinco); T2 – Controle positivo (com a adição de óxido de zinco ); T3 – T1 sem a adição de calcário na dieta; T4 – T2 sem a adição de calcário na dieta; T5 – T1 com a adição do ácido benzóico (0,75%);T6 – T2 com a adição do ácido benzóico (0,75%).T7 – T3 com a adição de ácido benzóico (0,75%); 8 – T4 com a adição de ácido benzóico (0,75%). As dietas experimentais serão fornecidas em dois períodos (Fase I – 1 a 14 dias pós-desmame e Fase II – 15 a 28 dias pós-desmame), sendo que a partir do 290 dia os animais receberão uma mesma dieta até os 70 dias de idade. As características zootécnicas avaliadas serão: o ganho de peso (kg), o consumo de ração (kg), índice de conversão alimentar e o índice de diarréia. Todos os animais serão pesados no início do experimento (21 dias de idade), no final da fase I, no final da fase II e aos 70 dias de idade, ocasião em que também será realizado o controle do consumo das rações experimentais e determinada a conversão alimentar. Também serão avaliadas a altura das vilosidades do duodeno, a profundidade das criptas e a relação altura de vilosidades/profundidade de cripta. Ao final do experimento, será coletada a tíbia direita para a avaliação da densidade. Os dados obtidos serão analisados utilizando o programa SAS (1998). As médias dos tratamentos serão comparadas pelo teste de Tukey ao nível de 5% de probabilidade, segundo Steel e Torrie (1980).