Busca avançada
Ano de início
Entree

Descrição das características iniciais da comunicação verbal em crianças com alteração específica de linguagem em situação de fala espontânea

Processo: 06/61458-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2007
Vigência (Término): 30 de junho de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Débora Maria Befi-Lopes
Beneficiário:Silmara Rondon
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Fonologia

Resumo

As Alterações Específicas da Linguagem têm ocorrência significativa dentre os quadros que acometem o processo normal de aquisição e desenvolvimento da linguagem, internacionalmente estima-se que 7.4% da população infantil apresentem este tipo de manifestação. O estudo dos padrões de comunicação dessas crianças é fundamental, tanto para seu diagnóstico, realizado a partir da exclusão de quadros mais abrangentes e inclusão de manifestações atípicas no desenvolvimento da linguagem. Um dos subsistemas da linguagem mais comprometidos nesses quadros é a fonologia, muito embora a semântica, morfossintaxe e pragmática também mereçam investigação acurada. Entretanto, nos estágios iniciais da aquisição da linguagem por essas crianças, as alterações fonológicas comprometem sobremaneira a avaliação dos demais subsistemas, uma vez que a ininteligibilidade de fala é comum, prejudicando a avaliação da linguagem de forma geral. Partindo dessa premissa, o objetivo maior do presente estudo é verificar o desempenho fonológico de crianças com diagnóstico de Alteração Específica da Linguagem - Retardos na Aquisição da Linguagem ou Distúrbios Específicos de Linguagem - no que se refere aos padrões de produção em fala espontânea. Os resultados obtidos após a análise dos dados permitirão maior precisão no diagnóstico das Alterações Específicas da Linguagem, aspecto que, certamente, influenciará o processo de reabilitação dessas crianças. (AU)