Busca avançada
Ano de início
Entree

Aquisição de verbos em crianças brasileiras com diagnóstico de Distúrbio Específico de Linguagem

Processo: 05/04717-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2006
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Débora Maria Befi-Lopes
Beneficiário:Thalita Ubiali
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Linguagem   Aquisição da linguagem

Resumo

As dificuldades gramaticais representam uma das principais marcas clínicas apresentadas por um grande grupo de crianças com Distúrbio Específico de Linguagem. Estudos recentes têm relatado que esse grupo de crianças apresenta um desempenho inferior, quando comparado aos seus pares em desenvolvimento normal de linguagem, em relação ao uso e à aquisição de verbos. Os verbos são considerados elementos fundamentais para o desenvolvimento da gramática, uma vez que promove uma estrutura para a organização da sentença, sendo o responsável pela passagem do estágio de sentenças contendo uma só palavra para o estágio das múltiplas combinações.Considerando que não existem estudos na literatura sobre a aquisição e uso de verbos em crianças com Distúrbio Específico de Linguagem falantes do Português Brasileiro, o objetivo do presente estudo é verificar quantitativamente a relação entre o uso de substantivos e verbos em situação de fala espontânea por crianças brasileiras diagnósticas com Distúrbio Específico de Linguagem, além de realizar uma análise qualitativa dos verbos produzidos pelas mesmas, classificando-os segundo o proposto por Rocha Lima (1982).