Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise química dos ninhos de abelhas brasileiras solitárias

Processo: 08/04998-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2008
Vigência (Término): 31 de julho de 2009
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Anita Jocelyne Marsaioli
Beneficiário:Cintia Harumi Maruiama
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Abelhas   Pólen   Néctar de plantas   Produtos naturais

Resumo

As abelhas desempenham um papel ecológico essencial para a manutenção da diversidade das espécies vegetais, pois estão intimamente relacionadas com a reprodução sexual das plantas. Além de auxiliarem no desenvolvimento vegetal, as abelhas também se beneficiam, uma vez que, elas buscam nas plantas produtos diversos que vão servir como alimento para o adulto, para a larva e também para construção do ninho. Os produtos mais comumente coletados são: pólen e néctar, sendo que, algumas espécies ainda coletam óleo floral. Estes elementos são mais frequentemente usados como alimento, porém, o óleo floral também possui sua aplicação na construção do ninho devido à formação de uma capa protetora impermeável. A fêmea da abelha solitária possui um comportamento independente, ou seja, cuida de seu ninho sozinha, sendo que não há relações entre as fêmeas de uma mesma geração nem de gerações diferentes. Devido a esse comportamento peculiar, a comunicação química entre a abelha genitora e seus descendentes é de grande interesse químico, biológico e ambiental. Por essa razão, uma análise dos compostos presentes no material depositado nos ninhos poderia ser realizada para elucidar questões já levantadas, mas ainda não esclarecidas quimicamente. (AU)