Busca avançada
Ano de início
Entree

Tecnologia lítica no Brasil Central: diversificação e regionalização no Holoceno inicial

Processo: 08/53574-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2008
Vigência (Término): 31 de maio de 2011
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Arqueologia - Arqueologia Pré-histórica
Pesquisador responsável:Walter Alves Neves
Beneficiário:Lucas de Melo Reis Bueno
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:04/01321-6 - Origens e microevolução do homem na América: uma abordagem paleoantropológica (III), AP.TEM
Assunto(s):Tecnologia   Indústria lítica   Território

Resumo

O presente projeto pretende investigar o processo de ocupação do Brasil Central, com ênfase no período compreendido entre final do Pleistoceno e Holoceno Médio, principalmente através da análise de vestígios líticos. Há duas perguntas fundamentais no âmbito dessa discussão: 1) antigüidade e dispersão, e 2) transição e diversificação. Para abordá-las trabalharemos com os conceitos de variabilidade e variação com o intuito de identificar e distinguir padrões através da caracterização de sua diversidade interna. Selecionamos duas áreas como foco dessa pesquisa, localizadas em pontos extremos dessa macro-região: Lagoa Santa, MG e Lajeado, TO. Esta pesquisa será realizada no Laboratório de Estudos Evolutivos Humanos do Instituto de Biociências da USP e está relacionada aos trabalhos desenvolvidos na instituição no âmbito do Projeto Temático "Origem e Microevolução do Homem na América", coordenado por Walter Neves. Nossa proposta de trabalho perpassa todos os eixos de pesquisa abarcados pelo referido projeto temático, mas muda o foco de análise e amplia a área geográfica de atuação, mantendo a discussão do mesmo conjunto de questões. Neste projeto a atenção se volta de forma mais específica para a associação entre tecnologia, mobilidade e território. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.